Como Criar Jogos no seu Tempo Livre (Mesmo se Você Acha que Não tem Tempo pra Isso)

0 Flares 0 Flares ×

“Eu não tenho tempo para me dedicar ao desenvolvimento de jogos”

Você não faz ideia de quantas vezes eu já ouvi (ou li) essa frase.

O mais interessante é que esta afirmação quase nunca reflete a realidade.

Eu e você temos o mesmo tempo que tinha Leonardo da Vinci, Isaac Newton e Charles Darwin.

Baixando o nível para algo mais perto da nossa realidade, também posso afirmar que nós temos o mesmo tempo que qualquer grande executivo de empresa, artista de TV ou escritor de sucesso.

No entanto, parece que fazemos muito menos que essas pessoas.

E quando percebemos isso, nos restam duas escolhas: dizer que “não temos tempo” para fazer mais, ou nos tornar uma pessoa mais eficiente e focada e realizar os projetos que importam pra gente.

Se você quer fazer parte do segundo grupo (ou já faz e quer melhorar ainda mais), leia esse artigo até o final.

Neste artigo eu vou te ensinar algumas táticas e estratégias para conseguir desenvolver jogos mesmo se você acha que não tem tempo hoje.

As dicas são simples e você pode começar hoje mesmo a implementá-las. E, com o tempo, você se tornará cada vez melhor nelas.

Preparado? Então vem comigo.

Dica 1: Priorize suas atividades

Eu acredito fortemente que quando afirmamos que “não temos tempo”, na verdade o que nos falta é uma revisão das nossas prioridades.

Todos os dias tem alguém mais ocupado que você conseguindo fazer aquilo que você diz não ter tempo.

A primeira coisa que você precisa fazer é definir quais são as suas prioridades.

Quão importante desenvolver jogos é pra você?

Responda a pergunta acima antes de continuar o texto.

Apenas entendendo a importância que isso tem pra você é que você conseguirá definir suas prioridades.

O próximo passo é analisar com o que você gasta seu dia.

Para isso, vou te dar um “dever de casa”:

Durante 1 dia inteiro, anote no papel ou celular quanto tempo você gasta em cada coisa. Qualquer coisa que gaste mais que 5 minutos deve ser anotado.

Se você passa a maior parte do seu tempo no computador (como eu), recomendo que você use o Rescue Time por alguns dias para que ele monitore quanto tempo você gasta em cada site.

Com essas informações, analise com cuidado como você investe seu tempo. Você levará um baita susto ao perceber como você perde tempo com besteiras.

Tanto Facebook quanto grupos no WhatsApp tomam facilmente 1 hora do seu dia, mesmo que você gaste apenas 1-2 minutos por vez.

Com sua lista de atividades que faz durante o dia pronta, pergunte-se:

  • “Para mim, desenvolver jogos é mais importante que gastar X horas por dia em redes sociais?”
  • “Para mim, desenvolver jogos é mais importante que gastar X horas por dia em sites de notícia?” (notícias são importantes, mas qual é sua prioridade exatamente?)
  • “Para mim, desenvolver jogos é mais importante que ver TV pra distrair durante X minutos por dia?”
  • “Para mim, desenvolver jogos é mais importante que acompanhar as séries que eu acompanho?”

Você já pegou a ideia. Questione-se sobre quais atividades são as mais importantes do seu dia.

Eu não estou dizendo que você deva parar de ler notícias ou sumir das redes sociais.

Apenas estou te dizendo que essa precisa ser uma decisão consciente.

Você precisa decidir se o tempo que você gasta durante o dia está alinhado com as suas prioridades.

Dica 2: Organize e gerencie seu tempo

Com suas prioridades definidas, você precisa organizar e gerenciar o seu tempo.

Não fique refém do próprio humor para estudar e desenvolver jogos. Planeje-se para extrair o máximo de resultado do tempo que você tem.

Faça uma lista de como você pode aproveitar o tempo que você tem durante o dia para se envolver com desenvolvimento de games.

Algumas sugestões:

  • Use o seu trajeto para o trabalho ou faculdade para ouvir entrevistas com desenvolvedores de jogos (e se inspirar e aprender com suas histórias). Você também pode fazer isso na academia, indo na padaria comprar pão ou mesmo lavando louça em casa (eu quase nunca lavo louça sem estar usando o tempo para aprender algo);
  • Tenha sempre um ebook no celular ou kindle para ler durante o seu almoço;
  • Grave áudios para documentar ideias (quando eu estou dirigindo sozinho, muitas vezes gravo áudio no Evernote para não perder uma ideia);
  • Use o Evernote ou um agregador de artigos para ter sempre no celular uma lista de artigos para ler. Baixe-os offline para não ficar refém da qualidade do 3g no local. Utilize intervalos curtos de tempo ocioso para ler esses artigos (ex.: filas de mercado, banco, etc);

Dica 3: Use seus níveis de energia a seu favor

Nós temos diferentes níveis de energia durante o dia.

Não basta aceitar que estaremos mais dispostos em alguns momentos do dia e mais cansados em outros. É preciso usar isso a seu favor.

A grande sacada é usar o seu momento de maior energia para fazer as tarefas de maior valor.

Para ilustrar, vou te dar um exemplo pessoal. Eu escrevo muito melhor pela manhã. O mesmo texto que de manhã eu consigo escrever em 1 hora, eu vou demorar pelo menos 2 horas se tentar escrevê-lo de noite.

Outra atividade que faço muito é responder emails e mensagens. Como essa é uma atividade simples e repetitiva, eu consigo responder aproximadamente a mesma quantidade de emails independente da hora que eu faça isso.

Dessa maneira, eu nunca respondo emails pela manhã, quando minha energia está mais elevada. Eu sempre escrevo no começo do dia e respondo emails no final do dia. Nunca o contrário.

Você provavelmente tem níveis de energia diferentes dos meus, pois provavelmente temos hábitos e rotinas diferentes. Então você precisa conhecer melhor como sua disposição varia durante o dia para encaixar suas atividades de acordo.

Algumas sugestões para você implementar:

  • Observe durante pelo menos 1 dia inteiro quais são seus níveis de energia. Como fazer isso? Simples. Coloque um alarme no celular de hora em hora com a pergunta “Quão disposto e produtivo você se sente agora?” e sempre que o alarme disparar responda numa nota no celular. Uma rápida frase basta como resposta;
  • Conhecendo seus níveis de energia, tá na hora de fazê-los jogar a seu favor. Coloque as atividades mais importantes do desenvolvimento do seu jogo nas horas em que você se sente mais disposto e produtivo (ex.: você dificilmente encontrará um bug grave num momento em que sua atenção e foco estão baixos). Deixe essa tarefa para um momento de energia alta;
  • Se você chega em casa incrivelmente cansado e não consegue trabalhar nos seus jogos, considere acordar mais cedo e trabalhar neles pela manhã. Não importa quão cedo você precise acordar, contanto que você durma mais cedo pra compensar. Eu passei boa parte dos últimos anos acordando às 5 da manhã, pois trabalho muito bem nesse horário;

O que fazer agora?

Priorize suas atividades do dia a dia e analise como usar seu tempo e energia para as tarefas mais importantes do seu projeto.

Se você realmente tem pouco tempo, é essencial que descubra o que realmente precisa ser feito para finalizar seus jogos e o que são apenas tarefas secundárias, de menor importância.

Ao conseguir entender o que realmente é importante para o projeto que está desenvolvendo, você irá progredir mesmo trabalhando no seu jogo apenas 30 minutos por dia.

Aliás, você sabia que 80% de seu jogo pode ser concluído em apenas 20% do seu tempo? Isso pode ser alcançado graças ao Princípio de Pareto.

Eu recomendo fortemente que você confira o artigo no qual eu falo sobre como esse princípio (que parece muito simples) pode alavancar o desenvolvimento do seu game.

Este é um assunto que eu debato bastante com os alunos da Academia de Produção de Jogos, e é muito gratificante notar que hoje algumas pessoas tocam seus projetos de maneira muito mais eficiente.

Se desenvolver jogos de forma eficiente é algo que te interessa e você não quer perder tempo andando em círculos sem nunca avançar de forma significativa, eu recomendo que você participe de uma aula online gratuita comigo na Academia de Produção de Jogos.

Nesta aula eu vou abordar diversos assuntos sobre desenvolvimento de jogos que são pouco discutidos, como escopo de projeto, fases de produção de um jogo, e muito mais.

Inclusive eu vou te mostrar porque a frase “Não tenho tempo” é um dos maiores mitos que impedem as pessoas de desenvolver jogos.

Você pode fazer a sua inscrição gratuita através deste link:

(AULA ONLINE) “As Únicas 5 ETAPAS que Você Precisa Saber para Começar a Desenvolver Jogos”

Basta clicar no link acima e reservar a sua vaga escolhendo o melhor dia e horário pra você, combinado?

Faça agora a sua inscrição e reserve a sua vaga!

Até lá!

  • Louy

    Ótimas palavras! essas dicas vão me ajudar muito.

  • Andre Lima

    Muito bom, realmente a frase “não tenho tempo” não prejudica somente quem tem interesse em desenvolver jogos mas qualquer pessoa que deseja ter sucesso em qualquer outra área. E no fim, todos nós temos as mesmas 24h, só basta planejar e decidir como utiliza-la.

  • Huerlen Borges

    Uma boa dica é ter disciplina, muitos projetos não são terminados por serem grandes ou por falta de conhecimento, procrastinar e deixar seus projetos (ou seus sonhos) sempre para depois pode acabar com seu animo ao desenvolver.