[eBook] 34 Ferramentas para Desenvolver Jogos no Linux

0 Flares 0 Flares ×

O Brasil é reconhecido como o quarto maior consumidor de games do mundo, chegando a gerar mais de US$1 bi em faturamento em 2015. E com tantas ferramentas gratuitas disponíveis para criação de jogos, os desenvolvedores têm uma infinidade de públicos e estilos de games para explorar esse mercado.

Contudo, esse leque pode ser um tanto restrito para quem desenvolve em sistemas Linux. Uma breve pesquisa no Google sobre ferramentas para criar jogos, por exemplo, resulta em informações muito rasas e, em grande parte, desatualizadas.

Isso porque, baseado no Unix e fruto de um movimento pelo software livre, o Linux existe praticamente desde a década de 80. E mesmo depois de tanto tempo ainda é difícil encontrar programas de qualquer tipo e boas engines para desenvolvimento de games nesse sistema.

Pensando em solucionar esse problema em economizar o tempo dos usuários de Linux, a equipe do Produção de Jogos se juntou com o Profissionais Linux para criar um material atualizado que consolide em um só lugar diversos programas disponíveis para distribuições Linux e que permitam exportar games para praticamente qualquer plataforma: desde PCs com Windows, Steam, e Mac OS até consoles e smartphones.

E o resultado desse trabalho é este ebook gratuito com as 34 ferramentas para desenvolver jogos no Linux.

O que você irá encontrar no ebook “34 Ferramentas para Desenvolver Jogos no Linux”

Muitos já devem saber que criar um jogo envolve o uso de uma série de recursos diferentes: desde a arte e modelagem gráfica até a composição de trilhas sonoras, programação e aplicação das mecânicas e movimentos necessários para cada objeto ou personagem.

Por isso, as ferramentas deste ebook foram divididas em três categorias: Engines (motores de jogo), Arte, Modelagem e Animação em 2D e 3D e Áudio. Muitas delas, vale ressaltar, são gratuitas e em código aberto.

Cada software possui informações sobre o sistema em que ele roda e, no caso das engines, ainda é possível conferir para quais sistemas elas exportam os jogos.

Confira a seguir alguns exemplos dos programas que você poderá encontrar no ebook:

Ferramenta #1: Defold (Engines)

Defold é uma engine gratuita para a criação de jogos digitais desenvolvida pela King, dona do famoso Candy Crush, game que virou febre no Facebook e nos smartphones.

O software tem seu próprio editor e usa a linguagem Lua para criação de scripts.

Mesmo ainda estando em fase beta, a plataforma pode ser baixada por desenvolvedores independentes por meio de uma lista de espera.

Distribuições Linux suportadas: Ubuntu, Debian (Linux 32-bit)

Exporta games para: Android, iOS, Linux, Windows, Mac OS X e HTML 5

Onde baixar a engine Defold: www.defold.com

Ferramenta #2: Panda3D (Engines)

A Panda3D é uma engine gratuita para desenvolvimento e renderização de games em 3D.

O motor foi criado pela Disney para seu jogo multiplayer chamado Toontown e lançado em código aberto em 2002.

O programa foi feito em C++ e é compatível com a linguagem Python para criação de scripts.

A engine importa gráficos criados em ferramentas como Maya e 3DS Max e também é compatível com as engines de áudio OpenAL, FMOD e Miles.

Distribuições Linux suportadas: Ubuntu, Debian e Fedora

Exporta games para: Windows e Mac OS X

Onde baixar a engine Panda3D: www.panda3d.org

Ferramenta #3: Blender (Arte, Modelagem e Animação em 2D e 3D)

Blender é uma das ferramentas mais conhecidas para a criação de animações em 3D.

O app permite modelar, renderizar, simular, rastrear movimentos, tanto para edição de vídeos quanto em desenvolvimento de games.

O programa é gratuito e em código aberto. Uma de suas vantagens é que ele já vem com um compositor próprio e diversas bibliotecas úteis como vinhetas, lentes, etc. Assim, não é necessário exportar o projeto para softwares de terceiros.

Distribuições Linux suportadas: todas as distribuições mais recentes são suportadas

Onde baixar o Blender: www.blender.org

Ferramenta #4: RenderMan (Arte, Modelagem e Animação em 2D e 3D)

RenderMan é o premiado programa da Pixar para a criação de animações e efeitos visuais.

O aplicativo é utilizado pela empresa há mais de 25 anos e desde então ganhou diversos recursos e modernizações, que incluem desde a tecnologia de ray tracing até ferramentas interativas de iluminação e sombreamento.

Ele também é compatível com o Maya, do Autodesk, e com o Katana, da The Foundry.

O RenderMan é gratuito para uso não comercial. A licença paga do software custa a partir de 495 dólares.

Distribuições Linux suportadas: distribuições em 64-bit

Onde baixar o RenderMan: www.renderman.pixar.com

Ferramenta #5: Qtractor (Áudio)

Criado em C++ com a framework Qt, o Qtractor é um software em código aberto capaz de gravar e editar sequências de áudio.

O programa tem suporte para controlador MIDI e usa a infraestrutura das plataformas JACK (Jack Au- dio Connection Kit) e ALSA (Advanced Linux Sound Architecture) em sua área de trabalho.

Distribuições Linux suportadas: distribuições baseadas em GNU/Linux

Onde baixar o Qtractor: qtractor.sourceforge.net

E aí, o que achou das opções acima? Para conhecer as outras 29 ferramentas de desenvolvimento de jogos no Linux basta clicar no botão abaixo. O ebook é totalmente gratuito!

Ah, e depois de ler todo o material, não se esqueça de contar para a gente o que achou das ferramentas e, se tiver sugestões de mais programas que ajudam a desenvolver jogos no Linux, basta comentar aqui embaixo. 🙂

Agora, eu tenho uma oportunidade para você: se você quer se aprofundar no desenvolvimento de jogos, não deixe de participar de uma aula online comigo! Você pode se inscrever por meio deste link.

Até a próxima!

  • Aislan Maia

    Faltou falar principalmente das engines Unity e Unreal, que já possuem versões para Linux. Além de outras engines que tbm possuem versões para Linux e são gratuitas. Pensei que haveria um punhado de informações no artigo, mas valeu a intenção. Que pelo menos os leitores não permaneçam com a ideia (que pode acabar sendo transmitida pelo artigo), de que as opções são poucas; na verdade há muitas outras opções pra se trabalhar com arte (áudio e visual) com sistemas Linux. Ex: Audacity, Ardour, Krita, Gimp, Lightroom, Godot, Unity, Unreal, Synfig, etc.

    • Raphael Dias

      Olá Aislan! Obrigado pelo seu comentário!

      Na verdade eu cito sim o Unity e a Unreal. Você baixou o ebook gratuito que eu falo no artigo?
      Neste artigo eu mostrei apenas 5 ferramentas, mas no ebook (que é mais completo e organizado) eu mostro um total de 34 ferramentas para linux, inclusive essas que você mencionou. Confere lá 🙂

      Abraço!

    • jorge paiva

      Olá Aislan Maia, poderia me informar como vc instalou o unity3d no linux? Já tentei instalar através do WINE e PLAYONLINUX e não consegui.