Você é velho demais para criar jogos?

0 Flares 0 Flares ×

Será que existe idade para desenvolver jogos? É possível ser “velho demais” para iniciar no desenvolvimento de games?

Para quem hoje tem mais de 35 anos, tornar-se desenvolvedor de jogos era uma opção quase impossível de ser escolhida no início da carreira.

Então, aquele sonho de trabalhar com games acabou ficando em segundo plano e muitas pessoas optaram por estudar Engenharia, Ciência da Computação, Design Gráfico, entre outras áreas.

No entanto, nos últimos 10 anos muitas coisas mudaram. Hoje existem dezenas de cursos superiores de jogos digitais e centenas de empresas de jogos no país.

Com tantas mudanças na Indústria de Jogos, muitas pessoas já bem sucedidas em outras carreiras passaram a considerar uma mudança para o mercado de games.

Eu mesmo já entrevistei pessoas que hoje são desenvolvedores profissionais, mas que no passado eram arquitetos, economistas, advogados, profissionais de TI, dentistas, entre outras profissões.

Eu acho muito positivo quando alguém acima dos 40 anos resolve começar a desenvolver games.

Inclusive, acho que isso pode beneficiar muito a indústria de jogos, trazendo para o setor profissionais competentes com décadas de experiência em outras áreas.

Hoje a Academia de Produção de Jogos possui vários alunos com mais de 40 ou 50 anos, e eu noto como eles conseguem progredir bem, mesmo com o tempo mais escasso.

Quais são, então, as vantagens competitivas de quem começa a desenvolver games um pouco mais velho?

Continue lendo esse artigo que eu vou te mostrar.

As 5 vantagens que quem é da época da fita k7 tem ao desenvolver jogos

1) Você sabe que bons resultados requerem grande esforço

Uma característica conhecida das gerações mais novas (Geração Y e Millennials) é o imediatismo.

Boa parte dos jovens querem resultados rápidos e muitas vezes relutam em engajar em atividades que demoram muito tempo até renderem os primeiros frutos.

Em contrapartida, as gerações anteriores a essas são conhecidas por entenderem que existem períodos de plantio e períodos de colheita (e que muitas vezes é necessário investir muito tempo plantando antes de colher).

Se você já passou dos 40 anos e está pensando em começar a desenvolver games, uma grande vantagem que você tem em mãos é o entendimento de que bons resultados requerem investimentos de tempo e energia consideráveis.

Use isso a seu favor para criar jogos com o refinamento e polimento necessários para atingir uma qualidade excepcional.

2) Você já passou da fase de querer se provar para os outros

Quando temos entre 18 e 20 e poucos anos, geralmente queremos mostrar ao mundo a que viemos.

É comum fazermos coisas apenas porque “todo mundo tá fazendo” ou porque é “cool” (quem nunca passou por essa fase?).

Essas atividades podem ir desde frequentar eventos que não te geram bons aprendizados (mas “todo mundo vai”) até continuar o desenvolvimento de um jogo sem futuro porque todo mundo te elogia e isso alimenta seu ego (“Você tá fazendo um MMORPG? Que massa cara! Você deve ser muito foda em programação mesmo”).

Se você já passou dessa fase de querer se provar (que todo mundo passa e é normal), você vai conseguir ser mais objetivo com suas ações e mais assertivo na escolha de quais jogos desenvolver.

Use essa maturidade a seu favor e com certeza você terá uma grande vantagem em mãos.

3) Você provavelmente tem mais dinheiro que um garoto de 18 anos (e isso pode ser usado para alavancar seus resultados)

Não é preciso ter dinheiro para aprender a desenvolver jogos, mas com certeza você pode acelerar (e muito) os seus resultados se você tiver uma verba para investir.

Hoje em dia qualquer pessoa consegue criar tutoriais em vídeo e colocar gratuitamente no YouTube para o mundo assistir.

Isso significa que o acesso à informação está mais fácil, mas também significa que o processo de curadoria, ou seja, de separar o que é bom do que é médio ou ruim, se tornou incrivelmente mais difícil.

Se você tem tempo disponível e nenhum dinheiro pra investir, você pode entrar no YouTube e assistir 500 horas de tutoriais, palestras e entrevistas sobre desenvolvimento de games.

Se você tem algum dinheiro e está disposto a investir na sua carreira (ou hobby) como desenvolvedor de jogos, você pode se matricular em cursos com conteúdo selecionado e focado.

Se a escolha for bem feita, você pode facilmente economizar muitos meses (ou até anos) da sua vida indo pelo caminho certo desde o início.

E as vantagens não param por aí para quem tem algum dinheiro para investir nessa carreira.

Você pode contratar consultorias de especialistas da indústria de jogos para te ajudar a encurtar caminhos ou solucionar problemas que te tomariam dias ou semanas para resolver sozinho.

Outra grande vantagem é a possibilidade de frequentar eventos de desenvolvimento de games fora da sua região e construir um network internacional.

Existem bons eventos de desenvolvimento de games no país (principalmente em São Paulo) e um grande número de eventos mundo afora, como a GDC, Gamescon, Develop Conference, entre outros.

Além disso, você também pode comprar assets e contratar freelancers para acelerar o desenvolvimento do seus jogos (ou para compensar uma habilidade que você não tem – por exemplo, composição de trilhas sonoras).

4) Você não tem tempo a perder

Se você já passou dos 35/40 anos é bem provável que você já tenha uma família construída, talvez alguns filhos e um monte de outras responsabilidades para cuidar.

Isso significa que o seu tempo para investir em seus hobbies ou numa possível mudança de carreira é consideravelmente limitado. Mas isso pode ser uma grande vantagem.

Como você não tem tempo a perder, você precisa ser mais assertivo nas suas decisões.

Você vai ponderar com mais cuidado e responsabilidade antes de decidir gastar dezenas de horas em tutoriais aleatórios na internet ou adicionar mais funcionalidades do que o seu jogo de fato precisa para ser finalizado.

5) Você tem experiência profissional acumulada

Você pode transferir toda a experiência da sua área atual para o desenvolvimento de jogos. Independentemente de qual for a sua profissão agora, você poderá trazer muita coisa para o desenvolvimento de games.

Eu não sei qual é a sua profissão, mas eu tenho certeza de que várias das habilidades que você desenvolveu para chegar onde está hoje serão úteis no desenvolvimento de jogos.

Algumas das habilidades que você pode ter e que seriam muito úteis para criar jogos:

  • Gerenciamento de projetos;
  • Saber lidar bem com colegas de trabalho e superiores;
  • Marketing;
  • Gestão de pessoas;
  • Produtividade pessoal;
  • Saber construir um network sólido;
  • … entre muitas outras!

Além disso, se você possui um profundo conhecimento em áreas especificas como Biologia, Direito, História, Matemática, entre outras, você pode utilizá-lo a seu favor desenvolvendo games com essas temáticas.

Pense comigo: quantas pessoas nesse mundo têm conhecimento em criar jogos e Direito Civil? Ou Biologia Molecular? Ou História Medieval? Com certeza pouquíssimas. Ao combinar áreas diferentes, você pode ser tornar um profissional único.

Se você está vindo de outra área, a minha recomendação é que você alavanque as habilidades que você já tem na hora de desenvolver seus jogos.

Use tudo que aprendeu e conquistou até aqui em favor do desenvolvimento de games. Garanto que você terá um conjunto único de habilidades dentre seus novos colegas desenvolvedores de jogos.

Preparado para colocar toda sua experiência em ação?

O mundo está esperando pelos jogos que você – e apenas você – pode criar.

Cada indivíduo tem sua própria amálgama de experiências, habilidades e características. E isso tudo irá refletir nos jogos que você criar.

Então pare de dar desculpas sobre a idade ou momento da vida em que você está e comece hoje mesmo a desenvolver seus jogos.

Está precisando de um pouco de inspiração? Então confira abaixo o depoimento de 11 desenvolvedores de jogos.

E caso você tenha começado um projeto e ainda não esteja conseguindo finalizá-lo, recomendo a leitura do artigo abaixo. Nele eu conto sobre os 3 fatores que impedem as pessoas de terminarem seus projetos de game. Olha só:

Para acelerar os seus resultados, eu quero te convidar pra assistir uma aula online e gratuita comigo na Academia de Produção de Jogos.

Basta você reservar a sua vaga (clicando aqui) e comparecer virtualmente no horário certinho que a aula vai acontecer.

Nos vemos lá!

  • Jorge Reinaldo Nascimento Sant

    Hoje tenho 50 e meu hobby é modelar personagem (https://www.artstation.com/artist/georgos, muito interessante esse artigo.

    • Raphael Dias

      Excelente, Jorge!
      Gostei demais do seu personagem, parabéns.
      Abraço!

    • Glauco Albuquerque

      Cara, eu curti muito esse seu personagem!!!

      • Jorge Reinaldo Nascimento Sant

        Valeu mano.

  • Jocelin José

    Muito bom artigo. Eu me identifiquei bastante. Tenho 52 anos e desenvolver jogos está sendo muito gratificante. Atualmente estou trabalhando em dois projetos, os resultados para mim estão sendo bem satisfatórios, espero poder mostrar em breve.

  • Luiz

    Genial, Raphael!
    Acho que o grande problema hoje para eu seguir minha carreira na indústria é mão de obra.
    Encontrar gente interessada de verdade (mais até do que especializada), tem sido o grande desafio.
    Estou finalizando alguns detalhes para poder seguir em frente nessa profissão.
    Mas seu artigo Raphael, como sempre, foi na veia.
    Continue assim.

    • Fabiano Vasconcelos

      Amigo, qual a sua especialização?

  • Diego De Souza

    Ótimo artigo Raphael! Gostaria de deixar uma sugestão.
    Poderia fazer um artigo falando um pouco mais sobre marketing?
    Falando sobre como anunciar seu jogo na Unity ADS, etc. Ajudaria bastante na renda dos jogos.
    Desde já agradeço 🙂

  • Glauco Albuquerque

    Boa noite! Adoro Game Art, enredo de jogos e cenários instigantes. Tenho 34 anos, entrei em um curso e estou aprendendo a desenhar e cenários instigantes de games. Estou muito satisfeito e sinto uma abertura/expansão mental fluindo a cada exercício!!! 😀

  • Anderson Fernandes do Vale

    Tenho 40 e já me encaixo neste caso e realmente nossa cabeça é outra, a qualidade e um produto final melhor é nossa meta e não criar um jogo qq só para satisfazer um anseio.
    Meu projeto atual:
    https://twitter.com/andersonfvale/status/889234616367927299

  • Marco Antonio Neves Breithaupt

    Interessante. Tenho 41 anos e comecei meus projetos com games:
    http://prettystandardgames.com
    Construir games é prazeroso, mas conseguir retorno ainda é um tanto difícil.