Desenvolvimento & Produção

Coronavírus e o mercado de games: como isso influencia os seus jogos

Coronavírus e o mercado de games: como isso influencia os seus jogos

Coloque seu nome e email para receber meus melhores conteúdos:

Você, desenvolvedor de jogos ou aspirante a desenvolvedor, estava cheio de planos e projetos para colocar no mundo.

Até que chega uma crise mundial, como a que estamos passando agora com o coronavírus, e tudo parece ficar nebuloso.

O que você deve fazer com relação ao lançamento dos seus jogos? Adiar ou manter a data?

E em relação aos jogos que você está produzindo, tem alguma ação mais adequada para fazer neste momento? Será que é hora de parar o projeto?

O coronavírus já está afetando diversos mercados, de várias maneiras.

E a indústria de games também vai sentir impactos disso.

Leia este artigo para entender mais sobre:

Já que o assunto é sério, vamos logo ao que interessa.

Como as consequências do isolamento social afetam o mercado de jogos

Como forma de prevenção ao coronavírus, muitos países estão tomando medidas de afastamento social para que as pessoas não entrem em contato físico uma com as outras.

Isso acabou gerando uma mudança de hábitos na rotina das pessoas.

Trabalhos passaram a ser feitos em home office, meios de transportes pararam de circular, até bares e restaurantes fecharam suas portas para prevenir a exposição das pessoas ao vírus.

Mas como essa situação acaba afetando a indústria de games?

A Verizon, empresa americana de dados de celular, reportou um aumento de 75% de procura por jogos online.

Impacto do coronavírus no consumo de jogos

Esses dados são muito importantes para nós, pois podem resultar em um crescimento das empresas e desenvolvedores independentes de jogo

No pior dos cenários, a expectativa é que o mercado de games permaneça neutro ou que não sofra grandes impactos no médio/longo prazo.

Mudanças de hábitos que vão impactar no longo prazo

Como o comportamento das pessoas está mudando devido à situação do coronavírus no mundo, alguns hábitos também estão sendo modificados.

Antes, uma parcela da população preferia ir ao cinema ou consumir outras formas de entretenimento que não fossem jogos.

Agora, com o acesso à rua mais restrito, jogar um jogo online é uma das opções que se tem para entreter.

Eu não sei quando você está lendo este artigo, mas a Steam anda quebrando recordes de pessoas simultâneas na plataforma.

Aumento de jogadores na Steam nos primeiros dias do coronavírus

Os números no gráfico acima comprovam que a procura por jogos digitais nos últimos tempos está crescendo.

Isso certamente irá gerar uma mudança drástica e permanente na vida das pessoas com relação ao consumo de games.

Então acredito que as pessoas irão melhorar não apenas os seus hábitos de higiene (como lavar as mãos logo que chegam em casa), como também irão jogar muito mais jogos em consequência do período que estamos enfrentando agora.

Irá aumentar o número de pessoas que considera videogame uma forma de entretenimento, inserindo os jogos no mesmo patamar que os filme, literatura e música que são os três grandes pilares do entretenimento mundial.

Grandes empresas vs desenvolvedores independentes: como cada um é afetado

Por causa das medidas preventivas, muitas empresas tiveram que se organizar para continuar sua rotina de trabalho de casa.

Forçados a se reestruturar, os grandes desenvolvedores, do mercado AAA, vão precisar de pelo menos algumas semanas para se estabelecerem, gerando um grande baque em sua estrutura interna.

Não tem como um estúdio com centenas de colaboradores, de repente, começar a trabalhar em home offices e do dia para noite funcionar perfeitamente bem.

Consequentemente, podem ocorrer possíveis atrasos em lançamentos e atualizações de grandes jogos do mercado.

Já no caso de empresas pequenas (de 3, 4, 6 colaboradores), em sua grande maioria pelo menos aqui no Brasil, já estão estruturadas em home office.

Na prática, esses estúdios não tiveram uma grande mudança em seus processos internos.

Isso gera uma grande vantagem para os estúdios menores — e até mesmo para os desenvolvedores sozinhos — de continuar seus projetos, focando em finalizar e lançar seus jogos (vou falar sobre isso mais tarde).

Juntando o fato de mais pessoas estarem jogando e o possível atraso de grandes produções, acredito que há uma brecha para jogos indies ganharem destaque.

Por que o mercado de games é um dos que menos vai ser afetado pelo coronavírus?

Pense comigo: outras atividades de lazer como ir ao cinema, bares, restaurantes, parques, exposição, praticar esportes ar livre estão sofrendo um grande baque.

Mas isso não está acontecendo com jogos. Um jogador consegue continuar jogando dentro de casa. E como já vimos, os dados iniciais levam a acreditar que cada vez mais pessoas passarão a consumir jogos durante esse período.

Então além do consumo por parte dos jogadores que deve crescer, os desenvolvedores de jogos serão pouco afetados negativamente também.

A não ser jogos AAA (como já vimos que é possível ter alguns atrasos), o desenvolvedor de jogos indie consegue criar dentro de de casa, muitas vezes em um computador pouco potente.

E para terminar a cadeira de produção-distribuição-consumo, falta falar da distribuição desses jogos.

No caso de jogos digitais, que são facilmente distribuídos pela internet via Steam, Google Play, Apple Store ou as lojas dos consoles, vemos que a paralização de diversos setores não influencia nessa distribuição também. Como não necessitamos mais de um meio físico (como um cd) para reprodução, o conteúdo continua chegando até o consumidor final normalmente através da internet.

É por isso que o mercado de games (da parte de produção, distribuição e consumo) é uma das indústrias melhor posicionadas para passar por momentos como este que estamos vivendo agora, de forma neutra ou até mesmo crescendo consideravelmente.

As oportunidades do trabalho remoto: você está preparado para elas?

Ainda há muitos estúdios que não conseguem enxergar as vantagens de trabalhar em home office.

Por causa dessas mudanças que estão ocorrendo no mundo, e tendo que implementar esse estilo de trabalho na marra, muitas empresas estão descobrindo que o trabalho remoto pode ter suas vantagens.

Muitas vezes, as empresas têm medo de implementar o home office por medo que o funcionário tenha uma queda brutal de produtividade quando se está em casa.

Na verdade, é possível ser produtivo ou improdutivo tanto no home office como em escritório.

Elas também podem perceber que gastos com aluguel e outros custos acabam sendo barateados.

O trabalho remoto exige um tipo diferente de interação, mas eu acredito que muitos estúdios de games jamais vão voltar ao formato tradicional presencial.

Na Minimol Games, meu estúdio de desenvolvimento de jogos, nós trabalhamos em home office desde o início.

Através dessa forma remota de trabalhar, tem gente que trabalha comigo e que mora em outros lugares do Brasil e do mundo, como interior de São Paulo e Canadá, por exemplo.

Essa é a grande vantagem do home office, pois gera oportunidades de trabalho para pessoas que estão fora das grandes capitais, além de ser possível trabalhar em estúdios internacionais de games, recebendo em dólar ou euro.

A mudança que a situação atual está trazendo para o mercado pode trazer grandes oportunidades de trabalho remoto.

Por isso eu te pergunto: como você está se preparando para isso?

O que fazer com o lançamento dos seus jogos

Como dito anteriormente, a indústria de games deve ter impacto neutro ou pode até crescer com essa situação do coronavírus que estamos passando, então acredito que uma janela de oportunidade esteja se abrindo com isso.

Se você tem um jogo que está desenvolvendo ou estava querendo em lançar esse ano, por que você não antecipa o lançamento dele?

Como está acontecendo um pico agressivo de consumo de jogos digitais em todas as plataformas, esse é o momento para pensar sobre o assunto.

Reflita junto com sua equipe, ou com você mesmo — caso faça jogos sozinho — qual é a melhor forma para adiantar o seus projetos e lançá-los de uma vez.

Quanto mais rápido você lançar um jogo, mais rápido você terá acesso à receita e maior será a sua estabilidade financeira.

É isso que estamos fazendo no meu estúdio de jogos, a Minimol Games: adiantando os lançamentos de novos jogos para Steam e fazendo porting de diversos games **para Nintendo Switch.

E se o potencial crescimento de vendas nesse período não fosse o bastante, também devemos considerar que a cotação do dólar está passando dos 5 reais atualmente.

Para o desenvolvedor de jogos que vende para outros países, como acontece com um jogo na Steam, por exemplo, essa é uma boa notícia.

Ou seja, mesmo vendendo o mesmo número de cópias, você estará ganhando mais dinheiro em real por conta da conversão.

Isso significa que, com o dólar mais alto, você recebe mais dinheiro em real por causa da cotação.

Simples assim.

Como publicar seu jogo o quanto antes mesmo que ele ainda não esteja pronto

Como eu falei acima, acredito que você deve se esforçar ao máximo adiantar a publicação para aproveitar a brecha de mercado que está acontecendo.

Mas entendo que nem sempre seja uma tarefa fácil.

Então separei 2 casos, onde você pode se encaixar em um deles, e apresento uma estratégia para esse momento:

Caso #1: Seu jogo está quase pronto e prestes a ser lançado. Seu plano era desenvolvê-lo por até mais um ou dois meses.

Eu recomendo que você analise todas as features do seu jogo e faça um ranking das que ainda faltam serem implementadas para fazer logo a publicação do seu jogo.

Se você tem dúvidas de como fazer essa análise, no meu canal do Youtube eu coloquei um vídeo comentando mais sobre esse assunto.

Neste vídeo eu falo sobre:

  • Como análise de mercado ajuda a reduzir o escopo do seu jogo
  • Escopo concêntrico e as estratégias de milestones.
  • Feature list: como elencar o que é essencial para o seu jogo

Com essa estratégia em mente, fica aqui meu convite para você refletir novamente para seu projeto e desenvolver o que falta para seu jogo o quanto antes.

Caso #2: A produção do seu jogo ainda vai começar ou o planejamento de seu lançamento era para ser segundo semestre de 2020.

Para adiantar a publicação nesse caso, em vez de lançar seu jogo com um escopo fechado, eu quero te convidar a fazer essa análise para ver se é possível — e provavelmente é — lançar seu jogo em acesso antecipado na Steam.

O Early Access (acesso antecipado) vai te ajudar a ter uma percepção ampla sobre o projeto, além de antecipar receita do seu jogo.

Pense comigo: a receita que você ganharia daqui a dez meses, você pode ganhar agora ou daqui a um mês.

Diminua o escopo para um jogo com menos fases, menos puzzles, menos features para que o jogador tenha uma experiência menor, porém, de qualidade.

A partir daí, você vai planejar um ciclo de desenvolvimento mirando em adicionar updates ao jogo.

Nessa estratégia, é muito importante manter um ritmo de produção para continuar o desenvolvimento do jogo enquanto ele está em acesso antecipado.

Mas esteja atento para não colocar um jogo em Early Access na Steam cheio de bugs ou com baixa qualidade.

Nesse caso, estou falando de conseguir reduzir o escopo do jogo a um ponto de ter uma primeira versão interessante e bem polida a ponto de ir para o mercado.

Dessa forma, você iniciará as vendas bem antes do lançamento que estava previsto, terá maior entendimento do mercado, feedback dos jogadores durante o desenvolvimento e, claro, já vai começar a ter receita com a venda dele.

Qual é o seu plano de ação?

Para finalizar a conversa, eu quero saber como você irá se preparar para isso tudo?

Eu acredito que a primeira coisa a fazer é implementar um plano emergencial para essa situação do coronavírus, como resolver sua situação agora. Tomar medidas para a saúde e segurança tanto sua quanto das pessoas próximas, como compra suprimentos, medicamentos, etc.

Depois, você já consegue começar a pensar no plano de médio e longo prazo.

Muitas vezes acabamos dizendo: “Queria muito desenvolver um jogo, publicar minha ideia, mas a vida não para”.

Só que na situação que o mundo se encontra, em certo sentido, muita coisa parou.

Tentando ser um pouco mais otimista e positivo com isso tudo, essa é uma oportunidade para estudar mais do que nunca. De se preparar para quando a vida retornar a um novo normal para aproveitar as oportunidades que vão surgir.

Depois de um período de difícil como esse que estamos passando, vai ter um período de crescimento.

O mercado é feito de ciclos. Uma coisa que é inevitável é que tudo isso tem um começo, meio e fim.

A gente tem que se preparar, obviamente, para mitigar todos os riscos possíveis agora. Mas ao mesmo tempo, pensar em como que a gente se prepara para o que vem pela frente.

É estar preparado para prestar serviços no mercado brasileiro de games, para trabalhar remotamente, aumentar o seu conhecimento de desenvolvimentos de jogos, publicar seus primeiros games.

Então reflita sobre tudo isso que eu falei sobre o impacto do coronavírus no mercado de games e compartilhe comigo nos comentários abaixo:

O que você pode fazer para aproveitar essas oportunidades que vão surgir durante e após essa essa fase?

Forte abraço.

Até mais!

Opa,

qual foi a maior sacada que você teve? Conte nos comentários.