O incrível Level Design do jogo Celeste (e o que você pode aprender com ele)

O incrível Level Design do jogo Celeste (e o que você pode aprender com ele)

Level Design é a área de desenvolvimento de jogos responsável por criar os ambientes do jogo, tanto do ponto de vista do gameplay quanto da ficção. É a partir desses ambientes (chamados de fases, mundos, missões, etc) que o jogador irá interagir com o universo do jogo. Neste artigo, nós vamos analisar o incrível level design do jogo Celeste. Celeste é um jogo indie de plataforma bastante desafiador e complexo, mas que consegue cativar jogadores de todos os níveis de habilidade. Lançado no início de Continue lendo

7 lições do CEO da Aquiris para desenvolvedores de jogos

7 lições do CEO da Aquiris para desenvolvedores de jogos

Em maio de 2018 aconteceu o GameDevTalks, uma série de encontros online que eu criei e que contou com a participação de diversos nomes importantes da indústria de jogos do Brasil. Foram 4 encontros ao vivo e no total mais de 3.000 pessoas participaram do evento podendo fazer perguntas para os participantes. Cada encontro possuía um tema e um deles foi “Pergunte ao CEO: Como criar e crescer uma empresa de jogos no Brasil” que contou com a participação do Mauricio Longoni, CEO da Aquiris Continue lendo

Como o Designer Gráfico pode trabalhar no mercado de games

Como o Designer Gráfico pode trabalhar no mercado de games

Muita gente acha que para começar a trabalhar com games é preciso alguma formação específica na área de Jogos Digitais. Isso está longe de ser verdade. O desenvolvimento de jogos é uma área incrivelmente multidisciplinar, na qual diversos profissionais de outros setores podem atuar utilizando as habilidades que já possuem. Um dos melhores exemplos é o Designer Gráfico. Por ter domínio em conceitos de artes e comunicação visual, pode trabalhar em diversas áreas do desenvolvimento de games, como ilustração, animação, modelagem, design de interface, entre Continue lendo

Como uma carta esquecida de Leonardo Da Vinci pode te ajudar a conseguir trabalho no mercado de games

Como uma carta esquecida de Leonardo Da Vinci pode te ajudar a conseguir trabalho no mercado de games

Eu não sei quem são seus ídolos, mas quando eu penso em pessoas que realmente me inspiraram através de suas vidas e trabalho, 3 pessoas vêm na cabeça: Richard Feynman, Prêmio Nobel de Física e uma daquelas personalidades “maiores que a vida” (que frequentemente aprontava no Carnaval do Rio de Janeiro, como você pode conferir na imagem abaixo): Stanley Kubrick (assistir “2001: Uma Odisséia no Espaço” foi uma das experiências mais impactantes da minha vida); Leonardo da Vinci, o gênio da Alta Renascença Italiana. Hoje Continue lendo

Como (e quando) criar um GDD: formatos, dicas e exemplos práticos

Como (e quando) criar um GDD: formatos, dicas e exemplos práticos

O GDD (ou Game Design Document) é um documento contendo todas as informações relevantes do design de um jogo: temática, mecânicas, plataformas, inimigos, levels, entre outros. Quando ainda estamos dando os primeiros passos no mundo de criação de jogos, é normal ficarmos perdidos na hora de tirar ideias da cabeça e colocar no papel. Para organizar nossas ideias e ter clareza sobre o jogo que será criado, o que precisamos é criar um bom GDD (não se preocupe, vou te explicar o que “bom GDD” Continue lendo

Maya – Guia do Iniciante [2018]

Maya – Guia do Iniciante [2018]

Um dos softwares mais utilizados para animação, modelagem, simulação e renderização 3D é o Maya. Ele é bastante utilizado tanto no desenvolvimento de jogos quanto por quem trabalha com TV e cinema. Continue lendo este artigo para saber mais sobre: Conhecendo o Maya Recursos do Maya Começando a utilizar a ferramenta Jogos criados utilizando Maya Comparando o Maya com outras ferramentas Conhecendo o Maya O Maya é um software pago da empresa Autodesk, assim como o 3ds Max, que tem um conjunto de ferramentas integradas Continue lendo

5 tipos de game assets que podem transformar ideias engavetadas em jogos publicados

5 tipos de game assets que podem transformar ideias engavetadas em jogos publicados

Jogos Digitais são artefatos incrivelmente complexos. São várias formas de arte reunidas em um único tipo produto: modelagem, pintura, música, escrita, programação e provavelmente outras mais que nem consigo pensar agora. Na busca por fazer jogos interessantes, todo desenvolvedor esbarra, mais cedo ou mais tarde, em uma dificuldade comum: dominar todas as habilidades necessárias para criar um jogo. Ao esbarrar nessa dificuldade, eu noto que a maioria dos desenvolvedores se divide em dois caminhos: Aqueles que tentam virar, do dia pra noite, o próximo Leonardo Continue lendo

App Inventor – Criando jogos para Android e publicando na Google Play [2018]

App Inventor – Criando jogos para Android e publicando na Google Play [2018]

O App Inventor é uma ferramenta gratuita que funciona no seu navegador (não é necessário fazer download) que tem um bom potencial para criar jogos para Android mesmo por quem não sabe programar. Nesse artigo você verá tudo que precisa saber para começar nessa ferramenta: O que você deve saber antes de começar; Começando a utilizar a ferramenta; Jogos criados no App Inventor; Como publicar seu projeto do App Inventor na Google Play Store; Vantagens e desvantagens do App Inventor; Decidindo qual programa usar para Continue lendo

O Inesperado Sucesso dos Puzzles Minimalistas Bi-Dimensionais

O Inesperado Sucesso dos Puzzles Minimalistas Bi-Dimensionais

Existe um nicho de jogos simples e altamente lucrativos que raramente você ouve falar a respeito. Mas antes de eu te mostrar qual é esse nicho e como você pode atuar nele, vamos primeiro entender exatamente o que quer dizer um jogo ser “lucrativo” e por que você deve se importar com isso. Bom, a idéia central é simples: se um jogo fizer mais dinheiro do que ele custou, ele é um jogo lucrativo. Ou seja: Lucro = Faturamento – Custos. Se você quer um Continue lendo

GIMP – Guia Completo do Iniciante [2018]

GIMP – Guia Completo do Iniciante [2018]

O GIMP é um programa de edição de imagens de código aberto, gratuito e multiplataforma que você pode utilizar para criar e editar a arte dos seus jogos. Nesse artigo você verá como pode utilizar o GIMP no desenvolvimento do seu jogo (inclusive para Pixel Art) e dicas práticas de como começar a utilizar a ferramenta. Leia o artigo completo para ver: Como o GIMP pode ajudar no desenvolvimento do seu jogo; Comparação com outras ferramentas; Começando a usar o GIMP; Como criar Pixel Art Continue lendo

Scratch – Crie Jogos Usando Programação Visual

Scratch – Crie Jogos Usando Programação Visual

O Scratch é uma linguagem de programação visual que permite criar jogos, animações e histórias interativas. Sua dinâmica de funcionamento é bem simples e intuitiva, pois trabalha com blocos para montar, tipo LEGO. Se você não tem noção nenhuma de lógica de programação, então o Scratch é uma excelente ferramenta para começar a criar jogos. Nesse artigo você vai ver: Comece no Scratch com apenas 2 passos; Conheça o funcionamento básico do Scratch; Descubra o potencial do Scratch com esses 5 jogos; As vantagens de Continue lendo

Godot Engine – Guia do Iniciante [2018]

Godot Engine – Guia do Iniciante [2018]

Godot é uma game engine de código aberto voltada para a criação de jogos 2D e 3D multiplataformas. Se você tem pesquisado sobre como criar jogos, com certeza já percebeu a grande quantidade de ferramentas disponíveis. Neste artigo eu vou te apresentar à Godot Game Engine, uma ferramenta que tem crescido rapidamente em popularidade. Para quem está iniciando no mundo dos games e procura uma opção mais simples que engines elaboradas como Unity e Unreal, a Godot aparece como uma das principais opções juntamente com Continue lendo

Stencyl: Crie Jogos sem Programar [Guia Completo 2018]

Stencyl: Crie Jogos sem Programar [Guia Completo 2018]

Se você procura uma game engine simples, intuitiva e que não exige conhecimento de uma linguagem de programação, a Stencyl pode ser uma excelente opção para você criar jogos 2D. Uma das grandes vantagens da Stencyl é que você não precisa saber programar para utilizá-la.  Sabendo o básico de lógica, você pode combinar blocos visuais para determinar o comportamento de personagens e objetos do seu jogo. Esse programa ainda te permite criar jogos para várias plataformas, como iOS (iPhone e iPad), Android, Windows, Mac, Linux Continue lendo

Piskel – Guia do Editor Online para Pixel Art e Sprites Animados [2018]

Piskel – Guia do Editor Online para Pixel Art e Sprites Animados [2018]

Se você procura uma ferramenta simples e eficiente para criar pixel art e sprites animados para jogos digitais, o Piskel é uma excelente opção. Ele é um editor online gratuito que funciona no seu próprio browser, sem a necessidade de instalação. A interface é bem intuitiva e você pode acompanhar uma prévia da sua animação enquanto desenha. O Piskel te permite trabalhar sombras e degradês, alterar cores, ajustar a iluminação e muito mais. Algumas funcionalidades como a de espelhar o desenho por meio do Vertical Continue lendo

Vale a pena fazer faculdade de jogos digitais?

Vale a pena fazer faculdade de jogos digitais?

Você finalmente descobriu o que quer fazer da sua vida e decidiu que vai trabalhar com desenvolvimento de games. Mas, e agora: vale a pena fazer uma faculdade de jogos digitais? Seria melhor fazer faculdade em uma outra área, mais abrangente? Ou ainda, será que você precisa mesmo fazer faculdade para trabalhar com games? Esses são os principais questionamentos que as pessoas se fazem quando começam a pensar sobre trabalhar com jogos digitais. Neste artigo eu vou te explicar tudo que você precisa saber para Continue lendo

Um milhão de cópias vendidas na STEAM: conheça a história de Rafael Carminatti e como ele começou no desenvolvimento de jogos

Um milhão de cópias vendidas na STEAM: conheça a história de Rafael Carminatti e como ele começou no desenvolvimento de jogos

Como você sabe, desenvolver jogos não é uma tarefa fácil. É um processo que envolve diversas áreas como arte gráfica, programação, gerenciamento de projeto, game design, áudio, só para citar algumas. Imagine então desenvolver jogos sozinho. É um belo feito, você não acha? O novo PDJ Show que eu gravei pra você é com Rafael Carminatti, desenvolvedor indie que há 4 anos vive exclusivamente do desenvolvimento dos seus jogos. Ele toca seus projetos praticamente sozinho e já vendeu mais de 1 milhão de cópias (na Continue lendo

Como se manter motivado para criar jogos

Como se manter motivado para criar jogos

Quando a gente começa a desenvolver jogos, é tudo muito empolgante. Cada pequena conquista é muito comemorada e você está com toda energia para superar qualquer desafio que apareça. No entanto, com os passar dos meses e dos anos, é natural que você se desmotive em alguns períodos. E por estar desmotivado, cada obstáculo (não se engane: eles sempre vão aparecer) acaba sendo um grande fardo e às vezes parecem insuperáveis. Nesse momento, um grande perigo é você estar tão desmotivado a ponto de pensar Continue lendo

As lições de superação da The Glitch Factory e o belíssimo No Place for Bravery

As lições de superação da The Glitch Factory e o belíssimo No Place for Bravery

Imagine que você tem amigos (de infância, do colégio, da faculdade) que gostam muito de jogos e um dia surge aquela ideia “Vamos fazer um jogo juntos? Vamos abrir uma empresa de jogos?”. Você saberia como começar uma empresa de desenvolvimento de jogos indie do zero? Como montar e gerenciar uma equipe, lidar com parte burocrática e passar por todos os desafios de finalizar seu primeiro projeto? Nesse PDJ Show eu converso com o Igor Rachid da The Glitch Factory e vamos ver como foi Continue lendo

Fazer faculdade de jogos ou outra?

Fazer faculdade de jogos ou outra?

Se você deseja trabalhar com jogos, você já deve ter esbarrado com a opção de uma faculdade de jogos como forma de obter conhecimento. Eu sempre recebo vários emails de leitores perguntando se eu recomendo fazer uma faculdade específica para jogos (Jogos Digitais, Design de Games) ou uma mais abrangente que seja correlata (Ciência da Computação, Administração, Design Gráfico, etc). Os cursos de jogos são relativamente novos nas instituições de ensino e é natural ter dúvidas em relação a eles, principalmente quando comparados a cursos Continue lendo

10 ótimos sites para publicar seu jogo

10 ótimos sites para publicar seu jogo

Chegar ao fim do desenvolvimento de um jogo é uma grande conquista. Sendo o seu primeiro jogo ou o décimo, chegar no fim do desenvolvimento significa que você passou por muita coisa para estar ali. Você precisou desenvolver habilidades de programação, arte gráfica, desenvolvimento de projetos, game design, áudio, entre outros. E provavelmente passou pelos altos e baixos de um desenvolvedor de games. E para completar esse processo, você precisa publicar o seu jogo e mostrá-lo para o mundo! Nesse vídeo eu te falo 10 Continue lendo