Equipe remota cria jogo em 30 dias: a história do The Awakening of Mummies

0 Flares 0 Flares ×

Entre outubro e novembro de 2018 aconteceu a 7ª Maratona da Academia de Produção de Jogos.

Nessa edição os participantes tiveram 30 dias para o desenvolvimento do jogo com o tema sugerido de Minimalismo.

Ao final da maratona, eu sempre faço uma mentoria com as equipes que entregaram o jogo para traçarmos juntos os próximos passos estratégicos do jogo (melhorias necessárias, plano de marketing, etc).

Nessa edição eu decidi entrevistar algumas equipes que chegaram até o final e hoje você vai conhecer a história da equipe Virtual Arts e do jogo The Awakening of Mummies:

A equipe Virtual Arts é composta por:

(Se você faz parte da Academia de Produção de Jogos, não deixe de conferir no nosso Fórum privado o devlog do jogo!)

Conheça mais sobre o The Awakening of Mummies

É um jogo para 1 jogador, 2D, Minimalista, de Puzzles e para a WEB, onde o jogador controla em conjunto, todas as personagens do jogo que são Múmias, isto é, ao movê-las em uma determinada direção, todas irão também.

O objetivo do jogo é, utilizando este sistema de controle e passando por vários obstáculos, como buracos, áreas escuras, lanças movidas por alavancas, entre outros, pegar as Runas específicas de cada Múmia e chegar com todas elas, ao mesmo tempo, aos seus respectivos Totens e assim abrir a porta e passar para a próxima câmara da pirâmide (fase).

Assista ao trailer do The Awakening of Mummies:

Bom, é isso! Eu acredito que a gente aprende muito vendo os outros fazerem e com certeza dá para você tirar vários aprendizados dessa entrevista com o Virtual Arts.

Agora eu quero saber de você

Qual a principal sacada que você teve com essa entrevista? E como você pode implementar isso nos seus próximos jogos?

A sua resposta pode ajudar outros desenvolvedores que estão passando pela mesma situação.

Ficarei esperando a sua resposta nos comentários!

Abraço,

Raphael