Vai abrir a sua própria empresa de games? Dá uma olhada nestes 5 passos

1 Flares 1 Flares ×

Este é um artigo convidado escrito pelo Enzo Mercanti sobre como abrir uma empresa de games.

Enzo Mercanti é um cientista da computação de Campinas-SP que tem sua própria empresa focada em desenvolvimento web e mobile, a Zots Software House.

Ele também é membro da Academia de Produção de Jogos, nosso treinamento online com cursos, entrevistas, maratonas de desenvolvimento e uma comunidade incrível de desenvolvedores de games.

Neste artigo o Enzo explica de uma forma incrivelmente clara todo processo de abertura de uma empresa.

Eu tenho certeza de que após ler este artigo você terá uma visão muito mais clara de como se dá a abertura de uma empresa de games.

Sem mais delongas, deixo você com o excelente artigo do Enzo!

Com vocês, Enzo Mercanti

Você provavelmente já pensou em abrir sua própria empresa de games, mas talvez não saiba por onde começar ou qual o custo de manter uma empresa.

Com este artigo, você poderá sanar algumas de suas dúvidas e, espero que de alguma forma, obter ajuda na caminhada de criar sua própria empresa de games.

Meu nome é Enzo, sou desenvolvedor e recentemente abri minha própria empresa de desenvolvimento de software, chamada Zots Software House.

Eu comecei o processo de abertura em agosto de 2015, e foi só em dezembro do mesmo ano que consegui emitir minha primeira nota fiscal!

Portanto, como vocês podem perceber, abrir uma empresa é um processo um tanto quanto demorado e, dependendo da prefeitura da sua cidade, pode levar mais ou menos tempo.

Veja alguns passos importantes sobre abrir a própria empresa de games:

1. Contratando um contador para abrir uma empresa de games

Antes de tudo, você deve procurar um contador para te instruir no processo de abertura e também realizar a contabilidade da sua empresa de games.

Aproveito para indicar a Contabilizei que é uma empresa de contabilidade online. Eu a escolhi  principalmente pelo seu custo, que é muito menor que um contador tradicional.

Primeiro que a Contabilizei não cobra nada para te auxiliar na abertura da empresa, enquanto que com um contador tradicional o processo pode custar em torno de R$1500,00. Em segundo lugar, a mensalidade dela é de apenas R$50,00, enquanto o contador tradicional irá cobrar algo em torno de R$300,00 a R$500,00 por mês. Até o momento não tive problemas com a empresa e o atendimento é muito bom!

O contador irá te auxiliar na escolha do tipo da sua empresa. Acredito que o tipo de empresa mais adequado para quem quer desenvolver softwares e/ou jogos é a Sociedade Limitada, na qual você deve ter pelo menos um sócio.

O bom deste tipo de empresa para este tipo de atividade, é que é possível se enquadrar em um regime tributário chamado Simples Nacional, o qual, como o próprio nome diz, possui uma tributação mais simples.

Só para exemplificar, suponha que uma empresa contrate você para desenvolver um jogo promocional. Você decide cobrar R$5.000,00 pelo desenvolvimento do jogo.

Ao emitir uma nota fiscal relativa a esse serviço, você terá que indicar a atividade do serviço, que no caso é desenvolvimento de jogos, a qual hoje, no Simples Nacional, possui uma tributação de 10% em cima do valor da nota, logo, você irá pagar R$500,00 de impostos e terá R$4500,00 nas suas mãos. E este será o único imposto que você terá que pagar no mês.

Se você não emitir nenhuma nota, você não paga imposto! Existem outros tipos de regimes tributários como o Lucro Presumido, porém acredito que para a maioria das pessoas o Simples Nacional é o melhor deles.

Nos demais regimes tributários é bem provável que você tenha que pagar mais que o dobro em impostos do que o Simples Nacional.

2. Definindo o pró-labore: salário para você e seus sócios

Ao constituir sua empresa de games você também pode definir um pró-labore para você e seus sócios, o que é nada mais nada menos que o seu salário. Você não precisa ter um pró-labore, porém é interessante ter o mesmo para que você possa contribuir com o INSS, e assim garantir sua aposentadoria no futuro.

Definindo um pró-labore, você irá pagar 11% desse valor para o INSS e irá receber o resto. O resto do lucro da empresa pode ser transferido para a sua conta sem pagar outros impostos.

3. Fazendo a inscrição municipal de sua empresa de games

Se você abrir sua empresa com a Contabilizei, ao longo do processo você provavelmente terá que ir na Junta Comercial e na Prefeitura da sua cidade, para entregar alguns documentos para serem avaliados e por fim realizar a inscrição da sua empresa no município. É possível que estas cobrem algumas taxas.

No meu caso, a Junta Comercial da minha cidade cobrou algo em torno de R$200,00 para realizar o processo de avaliação da minha documentação. Além disso você provavelmente terá alguns gastos com cartório para adquirir cópias autenticadas e reconhecer firma de algumas assinaturas.

4. Abrindo uma conta jurídica para a empresa

Uma última coisa que você também precisa fazer, após ter seu CNPJ, é abrir uma conta no banco para a sua empresa.

Você poderia utilizar a sua conta pessoal, porém isto dificulta a realização da contabilidade da empresa e também irá dificultar um pouco a declaração de imposto de renda, tanto pessoal como da empresa. O gasto mensal para manter uma conta jurídica no banco é de aproximadamente R$50,00.

5. Os cuidados antes de abrir a empresa de games

Caso você esteja pensando em abrir sua própria empresa, sugiro que procure mais informações sobre os tipos de empresa e regimes tributários existentes, para entender melhor e ter certeza que a Sociedade Limitada e o Simples Nacional são os ideais para você.

Também tenha em mente que você terá um gasto mínimo mensal que é igual ao custo da contabilidade mais o custo de manutenção da conta bancária jurídica, além de impostos em cima do seu faturamento.

Outra dica importante é: nunca pague nenhum boleto que você receber e não sabe o que é sem consultar seu contador antes!

Existem diversas instituições fraudulentas que enviam boletos para a sua empresa, relativos a “contribuições associativas”, as quais são facultativas e, portanto, não obrigatórias! São instituições que tentam enganar novos empreendedores que acabam pagando o boleto com medo de ficar devendo algo para o governo.

Nem sempre abrir uma empresa é a melhor opção, principalmente no começo, que você tem um faturamento muito baixo ou inexistente, e um contador poderá te auxiliar nessa decisão.

Porém, se você abrir uma empresa de games, você terá outros desafios, como emitir nota fiscal, emitir boletos, pagar vias de impostos e do INSS mensalmente, etc. O segredo é pesquisar bastante e não ter medo de errar, pois é errando que se aprende!

Comentários Finais (por Raphael Dias)

E aí, curtiu o artigo? Então agora eu tenho dica e uma pergunta pra você.

A dica é você dar uma lida cuidadosa no excelente artigo do Daniel Cook, CCO da Spry Fox, sobre como ter uma empresa de games lucrativa.

Eu troquei umas mensagens com o Daniel e ele autorizou a tradução completa do seu artigo (originalmente escrito em inglês) e você pode conferi-lo agora mesmo:

>> Sucesso Sustentável Mínimo – Como Ter Uma Empresa de Jogos Lucrativa?

E depois de ler o artigo acima, volte aqui nesse artigo e me responda uma coisa:

Na sua opinião, qual é o momento ideal para abrir uma empresa de games? Antes ou depois do primeiro jogo de sucesso?

Comente abaixo e vamos continuar essa discussão. 🙂

  • Alison Marquess

    estudo contabilidade, e se tiver gente querendo abrir empresa nesse seguimento estou aí para ajudar os amigos

  • Fred Oliveira

    Realmente é um processo muitas vezes desanimador, tanto burocraticamente quando financeiramente, porém dependendo do seu faturamento, se torna algo necessário.
    Uma boa dica também é deixar muitas pessoas cientes que se está começando a desenvolver, não se preocupe em criar uma empresa, pois pode ficar muito tempo pagando impostos sem quase não ter entrada de valores para a empresa.

    Excelente artigo, como sempre.

  • Handrey Ferreira de Souza

    Muito legal o artigo, parabéns!
    Eu tinha noção de algumas coisas para abrir empresa pois trabalhei por muito tempo na empresa de meu pai, e achei super interessante o imposto só ser 10% sobre o valor sobre a nota.
    Uma pergunta, em qual CNAE se encaixa a empresa de games?
    ICMS não incide né? Lembro que até o governo estava preparando o ICMS para nosso ramo digital mas posteriormente eles voltaram para trás.

    Obrigado!
    Abraços!

  • allan oliveira

    A tempos eu vinha procurando esse tipo de informação de criação de empresas de jogos e finalmente achei 🙂
    Obrigado pelo artigo!
    Duvida para artigos futuros: ao publicar o jogo na steam, é necessario criar uma empresa? como é feito o recebimento? é necessario empresa ou conta bancaria la fora?
    E seguindo essa linha…como fazer um kickstarter a partir do Brasil? existem empresas americanas que facilitariam esse processo? (principalmente o parte de criacao e envio dos brindes, que seria muito dificil fazer daqui).

  • Art Madureira

    Respondendo a pergunta do pdj. Penso que para quem quer ter uma empresa, deve pensar como um empresário para se auto-avaliar com a qualidade de seu trabalho e se perguntar se suas qualidades nessa área são interessantes. Digo que deveria produzir algum conteúdo mesmo gratuito e ver a aceitação, não deixando de gerar lucros com propagandas nos jogos por exemplo. Enfim, quando vc ser um desenvolvedor interessante para uma empresa, entao vc abre a sua. Os sonhos e as projeções devem vir antes.

  • Rodrigo Maller Martins

    Legal o caso de cobrar pelo desenvolvimento. Mas e no caso de lucros por venda de um jogo, por exemplo, na Steam? Seria um ramo diferente de atividades, ou se encaixaria no mesmo? Pro caso de ser um desenvolvedor individual, existe a possibilidade do MEI?

  • Priestley Ceolin

    Penso que o momento ideal depende da credibilidade que você está dando para o seu jogo, se você acredita que vai ser um sucesso, já pode abrir empresa para que ele já ajude a ganhar nome. Em caso de não ter tanta confiança, não vale criar empresa no primeiro.