Conseguindo um investimento de meio milhão de reais: a história da Double Dash Studios

0 Flares 0 Flares ×

Nesse ano, a ANCINE (Agência Nacional do Cinema) divulgou 22 projetos de jogos que ganharam um edital de financiamento no valor total de 10 milhões de reais. Além disso, ela abriu um segundo edital para investir mais 10 milhões em novos projetos de desenvolvimento de jogos.

E nesse novo episódio do PDJ Show eu trago o Lucas Thiers, sócio de uma das empresas que foram contempladas com o investimento, a Double Dash Studios.

Na nossa conversa, o Lucas conta a sua trajetória como desenvolvedor até aqui e também como ele e os outros 3 sócios da Double Dash conseguiram o investimento de meio milhão de reais para desenvolver o RacketBoy.

Assista à entrevista completa para saber:

  • Concretizando o sonho de criar jogos: como Lucas Thiers e os sócios da Double Dash Studios se conheceram e criaram um grupo de estudos na faculdade para desenvolver jogos
  • Um prêmio e um choque de realidade: as mudanças na organização da Double Dash Studios após ganhar um prêmio na SBGames com o jogo Super Stella S2
  • Aprendendo e empreendendo com a comunidade: como a Double Dash se juntou com outras empresas do Rio de Janeiro e de outros estados para fomentar a indústria e trocar conhecimentos
  • O ponto de virada: a premiação do RacketBoy em uma game jam e a decisão de lançá-lo como o primeiro produto comercial da Double Dash Studios
  • Oficializando a empresa e estudando empreendedorismo: como a Double Dash Studios aprendeu sobre administração e gerenciamento de empresas para formalizar o estúdio e buscar investimentos
  • Meio milhão de reais em investimento no edital da Ancine: como a Double Dash fez a documentação do projeto do RacketBoy para participar do edital da Ancine com a ajuda dos membros do RING – a associação de desenvolvedores de jogos do Rio de Janeiro
  • Uma mistura de  shoot ‘em up com cute ‘em up e block breaker: conheça o jogo RacketBoy, primeiro game em desenvolvimento para lançamento comercial da Double Dash Studios
  • Criando projetos para clientes: como a Double Dash adaptou a empresa para conseguir conquistar e trabalhar com projetos para empresas terceiras
  • Conheça as game engine e ferramentas utilizadas para gerenciar e hospedar os projetos da Double Dash Studios
  • Sobre escolher a melhor game engine para trabalhar com um projeto: como Lucas e a equipe da Double Dash selecionam as ferramentas para criar protótipos ou projetos mais robustos
  • Os jogos favoritos de Lucas Thiers que mais o ensinaram sobre game design
  • Os livros recomendados por Lucas Thiers para quem quer se aprofundar em game design
  • Organizando a equipe para trabalhar com projetos próprios e clientes em paralelo: como a Double Dash pretende administrar o desenvolvimento de jogos autorais junto com advergames

Reproduzir

Escute também pelo iTunes e se inscreva no nosso Podcast!

Clique nas frases para compartilhar no Twitter

Tweetable: “A Ancine impulsionou a gente a se oficializar como empresa e vai possibilitar a gente lançar o RacketBoy” @thiers_lucas via @ProdJogos

Tweetable: “Tinha mais gente do Ring fazendo o edital também. Cada empresa se ajudando a subir, para todos subirem juntos” @thiers_lucas via @ProdJogos

Tweetable: “Todo mundo lá da Double Dash gosta bastante do RacketBoy, ele é um dos nossos xodó agora” @thiers_lucas via @ProdJogos

Tweetable: “O Shovel Knight para mim é uma maestria de game design. Acho aquele jogo fantástico em vários aspectos” @thiers_lucas via @ProdJogos

Tweetable: “A gente está pensando em tudo que guia o universo do RacketBoy para expandir ele além do jogo” @thiers_lucas via @ProdJogos

Tweetable: “Quero ter um público cativo para a Double Dash, que quando vê um jogo nosso confia que vai ser de qualidade” @thiers_lucas via @ProdJogos

Links mencionados na entrevista

Vídeo mencionado na entrevista: Momento Evo #37

Trailer do jogo RacketBoy

Trailer do Project Neon, um dos games da Double Dash

Conclusão

Agora eu gostaria de saber de você: Qual foi a sacada mais importante que você tirou desse episódio do PDJ Show?

E, mais importante: que ação você vai tomar para implementar essa sacada no seu jogo, na sua carreira, ou na sua empresa de jogos?

Importante: Compartilhe suas ideias e sacadas dessa entrevista diretamente nos comentários aqui embaixo.

Obrigado por assistir a entrevista e não deixe de compartilhá-la com seus amigos e colegas de trabalho.

Até o próximo PDJ Show,

Raphael Dias

  • Adalberto

    Bom dia Rafael,

    Eu creio que o governo deve sim investir em seguimentos que fomentem o desenvolvimento, especialmente tecnológico e gerem empregos. Nos EUA, há vários incentivos governamentais deste tipo, além dos investidores privados. Eu só espero que os critérios de decisão para tomada de investimentos governamentais aqui no Brasil sejam por critérios totalmente técnicos e meritocráticos e não ideológico partidário.

    Abs,

    Adalberto

  • Curioso, a Ancine investindo dinheiro em jogos digitais. Fico imaginando que o pessoal do cinema independente pode estar indignado. Espero estar errado, sinceramente.

    No mais, excelente material. Parabéns!