Ele cria os próprios jogos viajando pelo mundo, com Daniel Silveira

0 Flares 0 Flares ×

Se você quer criar jogos de forma independente, você não pode perder esse novo episódio do podcast.

Nele eu conversei com o Daniel Silveira da Bitten Toast Games. Essa é a segunda participação do Daniel no podcast. Na primeira vez, conversamos sobre o Rocket Fist, que ele havia acabado de lançar e que foi o primeiro jogo brasileiro do Nintendo Switch.

Mas desde lá, ele já fez muitos outros projetos interessantes. Ele criou o What The Box?, que foi um sucesso de vendas na Steam e em outras plataformas e foi jogado até pelo PewDiePie.

Mais recentemente ele lançou também com sucesso o Garden Paws, que teve uma campanha no Kickstarter bem sucedida e está prestes a ser lançado pro Nintendo Switch.

E para tornar a conversa ainda mais interessante, falamos sobre como ele viajou por quase 1 ano pelo mundo enquanto desenvolvia seus projetos recentes.

Essa entrevista está recheada de insights e dicas para desenvolvedores independentes, então não deixe de conferir!

Assista à entrevista completa para saber

  • As experiências de Daniel Silveira após o lançamento do Rocket Fist, jogo de ação lançado em 2016
  • Criando um FPS em uma Game Jam: sobre curto tempo de desenvolvimento do What the Box?
  • Como Daniel aplicou importantes lições aprendidas com o Rocket Fist em seus jogos futuros
  • Sobre o SpaceCats: jogo estilo “meme” criado em parceria
  • Foco em completar pequenas tarefas todos os dias: como cultivar um hábito antigo ajudou a recuperar a motivação para criar novos jogos
  • Sobre lidar com o público que acompanha devlog e a importância da comunidade local para manter a motivação e trocar experiências
  • A rotina de trabalho de Daniel Silveira: como ele se organiza trabalhando em casa juntamente com a parceira
  • Como Daniel organizou a rotina de trabalho de desenvolvimento do jogo Mortal Quest durante um período de quase um ano viajando
  • A influência das viagens no processo criativo: inspirando-se em cenários, histórias e lugares diferentes
  • Sobre o Garden Paws e colocando em prática a ideia de criar uma loja para as pessoas comprarem quests e itens especiais no jogo
  • Definindo escopo: como evitar um dos erros mais comuns de iniciantes no desenvolvimento de jogos
  • Reality check: como ter um processo de desenvolvimento orgânico e ao mesmo tempo ter sua ideia de jogo validada no mercado com usuários reais
  • A experiência de ter lançado a campanha do jogo Garden Paws no Kickstarter: criando uma comunidade por meio do crowdfunding e coletando feedback
  • Arrecadando dinheiro para a criação do seu jogo no Kickstarter e a importância de criar e divulgar uma homepage bem feita de seu projeto
  • Sobre o processo de criação do projeto no Kickstarter e prazos de entrega do jogo: duas sacadas interessantes para conseguir viralizar um game com financiamento coletivo
  • O surpreendente sucesso do Garden Paws e como a Bitten Toast conseguiu juntar uma comunidade de mais de 3 mil pessoas que jogam e colaboram com o game por meio de testes e feedbacks
  • As ferramentas utilizadas pela Bitten Toast na criação do Garden Paws e técnicas que facilitam na criação do jogo
  • As dicas de Daniel Silveira para quem quer seguir uma carreira técnica na área de jogos e ainda não conseguiu viabilizar esse objetivo

Play

Escute também pelo iTunes, Spotify e se inscreva no Podcast para não perder os próximos episódios!

Links selecionados desse episódio

Materiais comentados pelo Daniel nesse episódio

  • “A ferramenta que criei pros jogadores fazerem/testarem as skins”
  • “Prefab Replacer: às vezes você tem que substituir vários itens e não fez perfab, ou os prefabs têm algo quebrado e precisam ser substituídos. Essa ferramenta substitui todos os objetos selecionados por um perfaz selecionado e você pode escolher se quer manter posição/rotação/escala dos objetos substituídos”
  • “Essas planilhas que eu criei facilitam muito a vida. Ter que lidar com todas essas informações dentro do arquivo do Unity seria um pé no saco”
  • “Botões úteis que criei, alguns são tão úteis que é difícil acreditar que a Unity não incorporou essas funções na Unity nativamente”
  • “Também criei um visualizador do database pra ver as coisas importadas do Google Spreadsheets na Unity”

Posts relacionados e recomendados

Agora eu gostaria de ouvir de você: Qual foi a sacada mais importante que você tirou desse episódio?

E, mais importante, que ação você vai tomar para implementar essa sacada no seu jogo, na sua carreira, ou na sua empresa de jogos?

Importante: Compartilhe suas ideias e sacadas dessa entrevista diretamente nos comentários abaixo.

Obrigado por assistir e compartilhe com seus amigos que você acha que precisam escutar esse episódio!

Até o próximo,

Raphael