Como o Designer Gráfico pode trabalhar no mercado de games

0 Flares 0 Flares ×

Muita gente acha que para começar a trabalhar com games é preciso alguma formação específica na área de Jogos Digitais. Isso está longe de ser verdade.

O desenvolvimento de jogos é uma área incrivelmente multidisciplinar, na qual diversos profissionais de outros setores podem atuar utilizando as habilidades que já possuem.

Um dos melhores exemplos é o Designer Gráfico. Por ter domínio em conceitos de artes e comunicação visual, pode trabalhar em diversas áreas do desenvolvimento de games, como ilustração, animação, modelagem, design de interface, entre outros.

A indústria de jogos brasileira vem crescendo bastante nos últimos anos e nada mais natural que os Designers Gráficos comecem a olhar para o mercado de games como uma oportunidade de juntar trabalho com a paixão por jogos:

Indústria de Games entra em fase de desenvolvimento no Brasil incluindo a a rea de Design Gráfico

(Fonte: Estado de Minas)

Brasil Destaque no Mercado Interacional de Jogos Eletrônicos (Fonte: Canaltech)

Nesse artigo eu vou te mostrar em detalhes como um Designer Gráfico pode atuar na indústria de jogos, incluindo exemplos de áreas de atuação, vagas de emprego e casos de sucesso.

O que o Designer Gráfico faz?

O Designer Gráfico é o profissional que interpreta graficamente uma ideia ou conjunto de informações. Eles podem atuar em diversas plataformas e em interfaces físicas ou digitais.

Alguns segmentos em que podem trabalhar são:

  • Projetos editoriais (revistas, jornais, livros, etc);
  • Ilustração;
  • Design de interface (como webdesign e para aplicativos);
  • Identidade visual (folder, logotipo, material promocional, papelaria);
  • Embalagem;
  • Catálogo de produtos;
  • Projetos tipográficos;
  • entre outros.

São muitos tipos de empresa no mercado onde há vagas para esse profissional. Dentre algumas delas estão os escritórios de design, agências de publicidade e propaganda, produtoras de tv e cinema, empresas de comunicação, estúdios de animação e, claro, estúdios de jogos.

Como um designer gráfico pode atuar no desenvolvimento de jogos

Na indústria de jogos, o designer gráfico geralmente atua em cargos mais relacionados à produção da arte gráfica para games.

Até existem cargos mais específicos requisitando design gráfico (como veremos a seguir), mas geralmente são cargos em empresas maiores, que possuem grande demanda para branding, criação de logotipo e materiais gráficos por exemplo.

Uma empresa menor, que desenvolve 1 ou 2 jogos, provavelmente não terá um colaborador fixo no ano apenas para essas áreas.

O mais comum é vermos o designer gráfico utilizar as habilidades que adquiriu na sua formação para atuar em alguma área mais específica da indústria de jogos.

Alguns cargos da indústria de jogos que são comuns encontramos designers gráficos atuando são de “Animador”, “Modelador 3D”, “Artista de Personagem”, “Artista de Cenário”, “Concept Artist”, entre outros relacionados às áreas mais artísticas.

Note que se você entrar em um estúdio menor, é bem provável que você precise de habilidades em duas, três ou mesmo em todas essas áreas citadas acima. Por exemplo, uma mesma pessoa trabalhar com animação e modelagem. Assim, quanto mais abrangente for sua experiência nas diferentes áreas relacionadas a arte gráfica, maiores são as suas chances de conseguir um trabalho no mercado de games.  

Vamos ver abaixo algumas grandes áreas relacionadas ao Design Gráfico que você encontra na indústria de jogos:

Criação de logo e tipografia

O designer gráfico pode atuar na criação de logo não apenas para o jogo, mas também para estúdios e consoles. Muitas vezes também entra um trabalho na área de tipografia.

Um ótimo portfólio bem diverso nessas áreas é o do designer gráfico Cory Schmitz que já criou logo de diversos games e estúdios e também o da Oculus.

Logo do jogo Shadow of the Colossus:Shadow of the Colossus

Logo do jogo Ghost of Tsushima:Ghost of Tsushima

Logo do estúdio Bitkid:Bitkid

Logo do estúdio Sucker Punch:Sucker Punch

Logo do dispositivo Oculus Rift:Oculus Rift

Materiais impressos

Mesmo trabalhando com um jogo digital, o designer gráfico pode trabalhar em uma grande variedade de materiais impressos do projeto.

Alguns tipos de materiais impressos comuns na indústria de jogos são:

  • Cartazes;
  • Folhetos;
  • Banners
  • Embalagens dos produtos físicos;
  • Outdoors.

O portfólio do Cory Schmitz possui diversos exemplos de produção gráfica relacionada a jogos:

Vinil de trilha sonora do Shadow of Colossus:

Vinil Trilha Sonora Shadow of Colossus Vinil Trilha Sonora Shadow of Colossus Vinil Trilha Sonora Shadow of Colossus Vinil Trilha Sonora Shadow of Colossus

(fonte: Cory Schmitz)

Arte do box de edição limitada do jogo The Last of Us para a Pax 2013:

Arte do box de edição limitada do jogo The Last of Us Arte do box de edição limitada do jogo The Last of Us

(fonte: Cory Schmitz)

Pôster comemorativo de 20 anos de lançamento do PlayStation:

  Pôster comemorativo de 20 anos de lançamento do PlayStation Pôster comemorativo de 20 anos de lançamento do PlayStationPôster comemorativo de 20 anos de lançamento do PlayStation

(Fonte: Cory Schmitz)

Pôster promocional para eventos:Poster Promocional Blizzcon

(Fonte: Will Murai)

O designer gráfico brasileiro Will Murai (veremos mais sobre ele daqui a pouco) criou a  ilustração acima que acabou virando pôster para a BlizzCon. Incrível, né?

 

Criação de Personagens  

Na indústria de jogos, uma das áreas que o Designer Gráfico pode se especializar é a de criação de personagens.

No processo de criação, geralmente o profissional começa com diversos rascunhos do personagem num papel e depois passa o conceito para um modelo gráfico no computador.

As habilidades necessárias e ferramentas serão diferentes se você quiser se especializar na criação de personagens 2D ou 3D.

Algumas áreas que envolvem a criação de personagens são: design de conceito do personagem, modelagem 3D, criação de textura, animação, entre outras.

Algumas ferramentas utilizadas geralmente são o Maya, ZBrush, Substance e Photoshop (ou programas 3D e 2D equivalentes).

As habilidades tradicionais para a área incluem criação de esboços, ilustrações e pintura.

Veja abaixo alguns exemplos de personagens criados pela Maureen Lukito:

                                Angry Birds Match Ilustrações Angry Birds Match Ilustrações

(Fonte: Maureen Lukito Alkkiomäki)

                

(Fonte: Maureen Lukito Alkkiomäki)

Criação de cenários

Ao se especializar na área de criação de cenários, o designer gráfico terá a oportunidade de criar os mais diversos ambientes para jogos, como florestas, montanhas, fábricas e até mesmo cidades realistas inteiras ou mundos de fantasia.

O conhecimento em diversas áreas é requisitado principalmente se estivermos lidando com ambientes 3D. Algumas áreas que envolvem a criação de cenários é a criação do conceito, de terreno, modelagem de objetos 3D, criação de texturas e shaders.

As ferramentas geralmente mais utilizadas são o Maya, ZBrush, Substance e Photoshop.Criação de cenários 3D Criação de cenários 3D Criação de cenários 3D Criação de cenários 3D

(Fonte: Eddy Loukil)

Animação

O Designer Gráfico pode se especializar na área de animação para dar vida aos personagens, animais e criaturas 2D e 3D. É o animador que vai construir o movimento e atuação dos personagens.

As técnicas de animação 2D e 3D são bastante diferentes, mas independente de qual seja a escolhida, o animador está sempre estudando movimentos, formas de andar e expressões faciais para conseguir entregar uma animação mais realista.

Se você deseja trabalhar com animação de jogos digitais não é obrigatório saber desenhar, mas essa habilidade pode acabar sendo uma boa aliada.

Usa-se ferramentas como o Maya, 3DS Max, além de ser bem vindo conhecimento do Motion Builder e experiência em edição do Mocap.

Animação 3D

(Fonte: Autodesk)

Modelagem 3D

Ainda no ramo 3D há a possibilidade de especialização em modelagem tanto de personagem quanto de cenário. Normalmente o profissional capaz de fazer modelagem 3D também tem habilidades de fazer a animação 3D, mas uma coisa é independente da outra.

No caso da criação de personagens, por exemplo, o mesmo profissional pode ficar encarregado pela modelagem e animação 3D ou pode já receber o modelo 3D pronto para atuar apenas na parte de animação.

Na área de modelagem alguns profissionais trabalham com arte poligonal e outros com sculpting. De qualquer forma, se você quiser ser um bom modelador de personagens, irá precisar estudar anatomia humana e animal para ter referências para trabalhar.

Alguns programas mais utilizados são Maya, 3DS Max, ZBrush e Blender.

Modelagem em 3D

(Fonte: Autodesk)

Design de Interface

Ao se especializar na área de design de interface, o profissional irá focar na experiência do usuário criando menus de escolha do jogo, menus de opções, indicadores de saúde do personagem, entre outros elementos.

Seu objetivo é que a interface seja funcional e tornar intuitiva a experiência do jogador com a interface. Além disso, é um trabalho que precisa de avaliação constante do ponto de vista do usuário para garantir que os jogadores entendam até mesmo menus complexos com facilidade.

Algumas atribuições nessa área podem ser a criação de:

  • Tela inicial do jogo;
  • Tela de seleção de itens;
  • Telas de encerramento;
  • Menus de salvar e de carregamento;
  • Menu de opções.

O trabalho do Designer de interface geralmente consiste tanto em criar a experiência do usuário com as interfaces do jogo, quanto na criação dos assets gráficos 2D ou 3D que serão utilizados.

Algumas ferramentas mais utilizadas são Photoshop, Illustrator e AfterEffects.

Interface do jogo Bound Interface do jogo Bound

(Fonte: Cory Schmitz)

Interface do jogo dos Minions Interface do jogo dos Minions

(Fonte: Alice Lo)

Conheça alguns designers gráficos brasileiros que trabalham na indústria de jogos

Vamos ver agora alguns exemplos de designers gráficos brasileiros que atuam na indústria de jogos tanto no Brasil quanto no exterior.

Eu procurei pessoas que hoje ocupam diferentes cargos na indústria de jogos, mas que já trabalharam também como Designer Gráfico ou são formados nessa área.

Leandro Verassani

Leandro atualmente trabalha como Designer UI na Aquiris Game Studio. É formado pela Universidade do Estado de Minas como Designer Gráfico e trabalha desde 2010 com desenvolvimento de jogos na área de interface do usuário, animação e arte 2D.

Uma de suas criações é o ícone do jogo conhecido mundialmente e aclamado Horizon Chase, e que já foi destaque na capa da App Store:

Capa da App Store

Hugo Vaz

Hugo é um dos sócios na Behold Studios e desde de 2012 é Diretor de Arte da mesma empresa. Sua formação em designer gráfico é pela Universidade de Brasília. Suas principais habilidades são na área de pixel art, ilustração, design gráfico e game design. Dentre os jogos que trabalhou estão o Chroma Squad e Knights of Pen.

Chroma Squad Knights of Pen

(Fonte: Behold Studios)

Fabio Vaccas

Fabio é Diretor de Arte e Design na Tapps Games desde 2017 e também já ocupou o mesmo cargo na TFG Co. É formado em Design Gráfico pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo.

Dentre alguns jogos que já trabalhou, foi Diretor de Arte e Design e trabalhou na produção de arte no Castle Crush. Já no Sniper 3D Assassin: Shot to Kill atuou como Diretor de Arte e Design, na produção de arte e na direção UX/UI.  

Castle Crush Sniper 3D Assassin: Shot to Kill

(Fonte: TFG Co)

Will Murai

Will trabalha como Ilustrador Senior na Blizzard na Califórnia desde 2016 e também trabalhou por 2 anos na Ubisoft. Se formou em Design gráfico pela Universidade de Mogi das Cruzes. Seu portfólio, além do pôster que vimos no início do post, possui ilustrações de diferentes personagens:

Ilustração Promocional Blizzcon Ilustração Promocional Blizzcon Heroes of The Storm Sondius Ilustração Promocional Kobolds & Catacombs is Hearthstone's

Fonte: Will Murai

Abraão Lucas

Abraão atualmente trabalha como Senior UI Artist na Electronic Arts na Finlândia. É formado em Design Gráfico pela Faculdade Martha Falcão e tem experiência em arte 2D e UI para jogos casuais.

Wake Woody Infinity

(Fonte: Abraão Lucas)

Exemplos de vagas para designers gráficos na indústria de jogos

Em empresas grandes fora do Brasil, além de ter bastante oferta para os cargos voltados mais pra área de arte, também é bem mais fácil encontrar vagas para o cargo de Designer Gráfico propriamente. Veja só o que encontrei numa rápida busca:

Vaga Design Gráfico Blizzard

(Fonte: Blizzard)

Vaga Design Gráfico SuperCell

(Fonte: Supercell)

Vaga Design Gráfico Rovio

(Fonte: Rovio)

No Brasil, como a indústria ainda não é tão grande, é mais fácil encontrar vagas mais relacionadas à arte gráfica onde o Designer Gráfico consegue aplicar as habilidades que possui. Alguns exemplos de vagas são:

Vaga Design Gráfico TFG

(Fonte: TFG Co.)

Vaga Design Gráfico Tapps Games

(Fonte: Tapps Games)

Vaga Design Gráfico Cupcake Entreteniment

(Fonte: Cupcake Entertainment)

E claro, além da opção de trabalhar em um cargo fixo numa empresa de jogos, ainda é possível o Designer Gráfico prestar serviço como freelancer na indústria de jogos. Essa pode ser uma atividade paralela a um cargo na empresa ou o modo principal de trabalho.

Para quem prefere ter flexibilidade de trabalho essa é uma boa opção. E se você souber inglês pode prestar serviços para empresas de fora mesmo estando no Brasil e ganhar em dólar.

Numa rápida pesquisa no Workana e no UpWork, encontrei diversos anúncios que requisitam algumas habilidades que um Designer Gráfico possui:

Vaga de Designer Gráfico UpWork Vaga de Designer Gráfico UpWork Vaga de Designer Gráfico Workana Vaga de Designer Gráfico Workana

Como se tornar um Designer Gráfico?

No Brasil algumas universidades usam outros termos para o curso de Design Gráfico sendo alguns deles: Artes Visuais, Design Publicitário e Design de Interface Gráfica.

No entanto, para se tornar um Designer Gráfico você não precisa necessariamente ser formado em algum curso tecnólogo ou de graduação plena. A profissão não é regulamentada no Brasil, então você não precisa comprovar formação nesses tipos de cursos para atuar na área. Mas é claro que fazer um desses cursos é uma opção para adquirir o conhecimento necessário para a atuação no dia a dia.

Nas empresas brasileiras de jogos, por conta dessa área ainda estar crescendo no país, geralmente o maior peso na decisão de contratação não é na formação acadêmica (seja para designers gráficos ou não). Então, no geral, não é obrigatório ter qualquer formação para conseguir uma vaga. Se você comprovar o domínio do uso das ferramentas, adquirido através de um curso ou de forma autodidata, você tem chances de ingressar no mercado.

Em empresas internacionais o cenário muda um pouco. Por ser um mercado já muito bem estabelecido e com ampla concorrência, uma formação em área relacionada ao cargo que você deseja pode pesar no currículo. E, claro, a experiência comprovada conta bastante e muitas vezes é um pré-requisito.

Além das ferramentas do dia a dia, habilidades como boa escrita e comunicação, capacidade de trabalho em equipe, capacidade de apresentar e transmitir suas ideias e entendimento dos principais princípios do design são essenciais para se tornar um bom profissional.

Vale lembrar que independente se você está buscando um cargo numa empresa ou trabalhos como freelancer, ter um portfólio atualizado e bem feito é essencial para mostrar as habilidades que você domina e sua experiência na área.

E se você é Designer Gráfico e tem o sonho de trabalhar com jogos, mas ainda não sabe por onde começar ou não sabe como dar os próximos passos, eu preparei um material que pode te ajudar bastante.

Neste PDF, você vai encontrar informações para:

  • Identificar em qual estágio você está agora e quais são os próximos passos da sua jornada;
  • Descobrir o que fazer para realizar seu sonho de trabalhar com jogos – mesmo que você não faça ideia por onde começar;
  • Não perder mais 1 dia sem saber por onde começar ou como progredir na sua carreira – isso pode te custar meses, anos ou até mesmo fazer você desistir de trabalhar com o que realmente ama.

Baixe gratuitamente a cópia do Plano de Ação colocando seu nome e email abaixo – e saiba os próximos passos para realizar seu sonho de trabalhar com jogos:

Sim, envie pra mim o Plano de Ação!