Como escolher um bom programa para criar jogos: análise de funcionalidades, recursos e muito mais

2 Flares 2 Flares ×

Quem está querendo entrar no mundo do desenvolvimento de jogos se depara com uma questão muito comum no início, que é: o que é e onde encontrar um bom programa para criar jogos?

Conhecidos por game engines (em português, motores de jogos), esses programas permitem que desenvolvedores independentes e grandes estúdios criem e publiquem seus jogos de maneira mais fácil.

Quer saber qual a melhor forma de escolher um programa para criar jogos? Continue lendo este artigo e confira:

Vamos lá?

Como funciona um programa para criar jogos


Um programa para criar jogos basicamente é capaz de juntar todos os elementos que devem estar presentes em um game em uma única plataforma, a fim de facilitar o desenvolvimento do projeto.

Dessa forma, é possível manusear tanto a parte gráfica de um game como a parte de scripts (programação), inteligência artificial e sistema de colisões que dão vida aos personagens e objetos jogo.

O mais interessante sobre esses programas é que hoje em dia qualquer um pode baixá-los e começar a criar um game.

É possível, por exemplo, utilizar a mesma game engine que as grandes empresas usam para lançar seus jogos de sucesso – ou seja: a qualidade  e chance de sucesso de um projeto pode depender, em parte, da criatividade e das mecânicas utilizadas no game.

A Unreal Engine é um exemplo. Utilizada para criar clássicos como Unreal Tournament, Borderlands e até um dos games da franquia do Batman, ela está disponível gratuitamente com todos os recursos que um desenvolvedor tem direito para fazer sucesso também.

É claro que além do programa é preciso ter conhecimentos básicos sobre como utilizar essas engines, bem como recursos gráficos para compor o cenário e arte do jogo, mas ter acesso a muitas dessas plataformas de forma gratuita já é um grande benefício.

Inclusive, uma outra baita vantagem oferecida na maioria desses programas para criar jogos é a possibilidade de publicar o mesmo jogo em diversas plataformas.

Assim, o desenvolvedor não precisa refazer o jogo inteiro ou partes dele apenas para exportá-lo para celulares, tablets, computadores ou consoles.

E, aliás, se você estiver em dúvida sobre qual o melhor lugar para publicar o seu jogo, dá uma olhada no artigo abaixo. Ali eu falo sobre 20 lugares onde você pode publicar o seu game.

Em que sistemas esses programas funcionam


Um programa para criar jogos pode ser instalado praticamente da mesma forma que qualquer outro software no computador. É preciso apenas verificar se ele é compatível com seu sistema operacional.

Existem diversas opções disponíveis para Microsoft Windows e Mac OS X. E os que usam distribuições Linux também não precisam se preocupar: há programas compatíveis com esse sistema também. Se esse é seu objetivo, conheça antes essas 34 Ferramentas para Criar Jogos no Linux.

Exemplos de programas para criar jogos


Confira a seguir quais game engines você pode utilizar para criar seu jogo:

Unity

Com suporte para três linguagens de programação, a Unity é uma das ferramentas mais poderosas para criação de jogos simples até os mais complexos. Para ter uma ideia, sucessos como a franquia de Angry Birds já foram feitos utilizando ela.

A game engine permite criar jogos para smartphones, tablets, consoles, navegadores e PCs e pode ser utilizada tanto em sistemas Windows quanto Mac OS. Há ainda uma versão para Linux em estágio de teste.

Sua versão gratuita possui alguns recursos limitados e pode ser utilizada por desenvolvedores independentes ou iniciantes. Quem quer explorar mais o programa pode optar pela Professional Edition, que custa US$75 por mês e pode ser testada gratuitamente por 30 dias.

Quer saber mais sobre a Unity? Clique no link abaixo e conheça tudo sobre essa game engine:

Veja também estas duas entrevistas com desenvolvedores de jogos que usam a Unity:

Unreal Engine

A Unreal Engine também é popular por ter feito parte do desenvolvimento de diversos clássicos, como Unreal Tournament, Borderlands e até os games da franquia Tom Clancy’s.

A grande vantagem é que desde 2015 a engine passou a ser gratuita, possibilitando que desenvolvedores independentes tenham acesso à mesma ferramenta utilizada para criar jogos com orçamentos milionários.

O programa apenas passa a ser pago caso o desenvolvedor publique e comercialize um aplicativo no mercado. Quando isso acontece, ele deve pagar 5% em royalties após os primeiros 3 mil dólares por produto e por trimestre.

Para saber mais sobre a Unreal Engine, acesse o link abaixo:

Construct 2

A Construct 2 pode ser uma boa pedida para quem não sabe programar, já que ela possui ferramentas intuitivas e mais fáceis de usar na criação de um jogo.

A engine permite a criação de jogos digitais multiplataforma em 2D baseados em HTML 5 para smartphones, tablets, computadores, navegadores e consoles.

Para saber mais sobre a Construct 2 confira este guia completo que criamos:

Você também pode conferir diversos tutoriais úteis sobre a engine nestes links:

E se você já começou a criar um game utilizando a Construct 2, não deixe de conferir o ebook gratuito com 12 dicas matadoras para você criar jogos usando essa engine:

GameMaker: Studio

A GameMaker também é uma das game engines mais utilizadas por iniciantes no desenvolvimento de jogos. E a vantagem é que ela exporta os games para diversas plataformas: desde a Steam até a Windows Store.

O programa vem com diversos recursos já pré-definidos para criar um jogo sem complicações, como fontes, texturas, sons, músicas, entre outros.

Ele vem com uma edição gratuita, com recursos limitados. Para quem realmente vai explorar a ferramenta e comercializar jogos, a versão Studio Professional pode ser comprada por US$149,99.

Quer saber mais sobre a GameMaker: Studio? Então dá uma olhada neste artigo:

ESTÁ GOSTANDO DESSE ARTIGO?

Então inscreva-se para receber mais conteúdos sobre desenvolvimento de jogos e coisas que eu compartilho apenas por email!

RPG Maker

A RPG Maker é a queridinha dos criadores de jogos em RPG. Além de ter uma ferramenta simples e fácil de usar ela permite explorar esse estilo de jogo de diversas formas e fazer sucesso.

Para ter uma ideia, a engine está por trás de diversos dos jogos favoritos por jogadores de RPG na Steam, como To The Moon e Labyronia, e permite criar games que podem ser inspirados em clássicos como Final Fantasy, Chrono Trigger, Dragon Quest e Pokemon.

O programa conta com diversas versões diferentes. A mais nova delas, chamada RPG Maker MV, exporta games para Mac OS X, Android, iOS e HTML 5.

Para saber mais sobre a RPG Maker, dá uma olhada no artigo a seguir:

Veja alguns outros nomes muito lembrados quando se fala sobre game engines no mercado de jogos digitais:

Como escolher um programa para criar jogos


Com tantas opções de programas, muitas pessoas podem ter dificuldades para escolher qual desses motores irá aprender para começar o desenvolvimento do próprio jogo.

Embora muitas game engines possuam recursos parecidos e até exportem um jogo para as mesmas plataformas, o desenvolvedor precisa analisar diversos fatores de seu projeto para saber qual programa o ajudará a concluir o projeto com mais facilidade e agilidade.

Por exemplo: caso o desenvolvedor não saiba nada sobre a game engine ou desenvolvimento de jogos, talvez a melhor opção de software seja aquele com uma comunidade mais ativa para ajudá-lo.

Existem outros quesitos importantes para analisar antes de definir uma game engine para seu projeto.

E foi justamente pensando nisso que criei este ebook gratuito, com dicas que irão te ajudar a tomar a decisão certa para seu jogo. Se quiser dar uma olhada, basta clicar no link a seguir para baixar:

Onde saber mais sobre game engines


Uma coisa que é importante saber é que não existe a melhor game engine para todos os tipos e estilos de jogos.

Isso significa que nem sempre a ferramenta mais cara ou mais pesada fará com que seu jogo seja um sucesso.

Para saber do que mais um programa para criar jogos é capaz, confira o artigo abaixo, onde há diversos exemplos sobre as engines e os jogos criados a partir delas:

Uma outra dica interessante para você decidir qual programa para criar jogos escolher é fazer uma avaliação primeiro sobre o seu projeto ou ideia de game.

Em um artigo eu até comento sobre as 4 ferramentas que um desenvolvedor indie utiliza para viabilizar seus projetos de jogo. Se você quiser saber mais sobre isso, basta clicar no link abaixo:

Agora eu gostaria de saber sua opinião:

Qual game engine você escolheria para criar seu jogo? Por quê?

Espero seu comentário na discussão aqui embaixo.

Até a próxima!

  • Anderson Fernandes do Vale

    Raphael, pra quem quiser aprender a Godot Engine, tenho um canal no youtube onde ensino os passos desde o início para trabalhar com ela: https://www.youtube.com/channel/UC9leBtpltYJIqyvPLDabGwg

    • Raphael Dias

      Valeu pela recomendação, Anderson, abraço!

  • Rapha, você esqueceu de mencionar a engine Click Team Fusion 2.5

    • Anderson Fernandes do Vale

      Engine muito boa para quem não sabe programar. Estou ensinando minha filha e meu sobrino. Tenho tutoriais dela no meu canal: https://www.youtube.com/channel/UC9leBtpltYJIqyvPLDabGwg

    • Raphael Dias

      Fala Ricardo!
      Realmente essa é uma ótima recomendação também, obrigado por deixá-la aqui nos comentários.
      Abraço!

  • Fred Oliveira

    Excelente artigo, bem esclarecedor e rico de informações. Obrigado

    Uma correção na parte de RPG Maker.
    “Para ter uma ideia, a engine está por trás de clássicos como Final Fantasy, Chrono Trigger, Dragon Quest e até Pokémon.”

    Essa afirmação é falsa, até onde sei a primeira versão do RPG Maker foi criada em 1995¹ para Windows e exportava apenas para Windows também, porém somente alguns anos depois desta versão que era possível criar algo de qualidade “talvez no ²RPG Maker 2003”. Porém ainda somente para Windows. Somente na última versão MV que agora exporta para Mobile, porém consoles eu não sei, pois não utilizo a engine.

    https://pt.wikipedia.org/wiki/RPG_Maker
    Obs¹. Não achei outro link em PT-BR

    https://rpgmaker.net/about/
    Obs². No site oficial também não tem informações sobre os grandes clássicos.

    • Raphael Dias

      Opa, Fred! Tudo certo? Você está certo na sua observação, obrigado pelo aviso. Na hora da revisão do texto a gente acabou comendo umas palavras, mas já atualizei para ficar correto!

  • Thiago Teles

    Para quem quiser criar jogos de aventura, recomendo a Visionaire Studio. Esta engine é focada para a criação deste estilo de jogo. http://www.visionaire-studio.net/cms/adventure-game-engine.html

    • Raphael Dias

      Fala Thiago!
      Obrigado pelo comentário e recomendação, abraço!

  • Jhony Otavio Silva

    ha unreal e a cryengine é muito pesada porem tem graficos lindos eu recomendo o coppercube ela é em 3d e nao requer conhecimento em programação c phyton e etc e n tem editor de logicas ela tem opção de comando java scriptd e tmb opera com editor de açoes muito facil o editor de açoes e quem sabe fazer jogos entre no canal do smaxcap no youtube e vem comigo participar das competiçoes de jogos que estao sendo feita la

    • Raphael Dias

      Valeu Jhony, obrigado pelo comentário e recomendações!

  • Ricardo

    Boa tarde Raphael.
    Estou a procura de material para Adventure Games Studio, mais encontro em inglês.

    Grato pelo conteúdo do site.
    Ricardo Siqueira-RJ

    • Raphael Dias

      Olá Ricardo, muito obrigado pelo seu comentário.
      Realmente é difícil achar conteúdo sobre essa engine em português. Quem sabe no futuro não tenha algo aqui no blog.
      Abraço!

      • Ricardo

        Grato pelo retorno Raphael.
        Parabéns pelo excelente trabalho que vem fazendo no mercado de Games.

  • Raphael Dias

    Fala, Thiago! Obrigado pelo seu comentário. Considero muito importante termos mais materiais sobre essas duas engines que são excelente. Aqui no PDJ tem dois artigos:
    http://producaodejogos.com/rpg-maker/
    http://producaodejogos.com/fazendo-jogos-com-gamemaker/
    Além de discussões sobre essas engines que acontecem dentro das entrevistas do PDJ Show. O Walter Machado, por exemplo, usa a game maker para fazer seus jogos: http://producaodejogos.com/walter-machado/

    Abraço!

    • Thiago Ravani

      Obrigado pela resposta. 🙂

  • Priestley Ceolin

    Estou adorando o site, acho que faltam só uns 710 artigos para terminar de ler tudo, sempre amei jogos mas esse ano resolvi correr atrás do sonho de realmente investir nisso, estou estudando todo material possivel e já decidi que irei viver disso ou morrer de fome haha. MAS o que queria saber agora é se o construct 2 não tem sistema de ataque? já tentei usar ele uma vez mas desisti pois não consegui colar sistema de ataque sem ser tiros ou pulo na cabeça, não consegui achar nada que explicasse como implementar uma espada por exemplo, n tem como?

  • Douglas Silva

    Tem a Godot engine, parece ser algo bem promissor.

  • Vanessa

    Boa tarde, preciso desenvolver um jogo para trabalho de fac, porem estou em duvida qual engine usar, não pode ser engine gráficas que não precisa codificar tudo. Vc poderia indicar quais ?

  • Thales Maia

    vc poderia ter colocado a engine Clickteam Fusion

  • Camila Andrade

    Massa Raphael. Eu escolhi começar pelo Unity. Pesquisei como era o mercado de games na minha cidade, e não sei dizer se todas, mas a maioria utiliza essa engine. Eu estou gostando bastante, mas também já vi que a Unreal também é bastante popular, porém ela requer mais recursos de máquina que no momento eu não tenho :(. Mas assim que trocar meu computador, irei testá-la também.

    Parabéns pelo artigo

  • Miguel Angelo (Mingaul)

    Eu pretendo dar mais atenção à Unity porque eu pesquisei e além de ter a mobilidade de criar jogos em 2D e 3D é a única que permite publicar o jogo em várias plataformas ainda na versão gratuita, o que oferece mais mobilidade de plataformas.

  • Ana Mara Munguba Vieira

    Legal cara! Estou atualmente conhecendo a Unity, e estou gostando muito tanto dos recursos, como dos tutoriais disponíveis no próprio site deles. Terminei dois tutoriais para iniciantes. =)
    Usei o RPG Maker na minha adolescência <3 , por volta de 2004! Vi que hoje tem muito mais recursos. Tá legal demais a plataforma. =)
    Fiquei muito empolgada por saber que Borderlands foi desenvolvida com a Unreal Engine (e que ela é de graça)! Adoro esse jogo e Bordelands 2 também.
    Obrigada pelas dicas!

  • Guido Moreira

    blender porque ja estou habituado

  • Adriel Árlei

    Unity

  • Chirtyan nathan’

    Escolhi a Construct 2

  • Gabriel Dias Lobo

    Aprendi algumas coisas e tenho Unity como programa para fazer jogos,ele é bom pelo que foi aprendendo com ele.

  • Aldo Reis

    me interessei no unreal engine já que o tera foi criado nele

  • Marcos Muller

    Ao meu ver o Unity parece ser a melhor opção.

  • Vanderson

    Vou escolher a Construct 2.

  • Kíverton Jeanclé

    parece que pra iniciantes a construct 2 é a melhor opção. acho que irei escolher ela primeiro.

  • Romulo Pohlenz

    acho que para começo a construct 2 depois irei mudando conforme pegar o jeito 😀

  • Airke gomes

    vou de rpg maker, depois de cocos 2D dizem que é boa tbm, usei o construct, mas nao gostei muito …

  • Dark Magician

    Vou usar o Construct 2 porque percebi q iniciantes preferem começar com ele, e apropósito, onde eu faço curso de informática eles usam o Construct 2 pra ensinar progamação de jogos, e so to fazendo curso de informática justamente pra fazer o de progamação de jogos kksksk, falaram lá q preciso fazer esse antes de qlqr outro fazer oq né

  • Patrick Carvalho

    Mano esse artigo me ajudou demais brigadão. Sucesso.

    • Raphael Dias

      Valeu, Patrick! ótimo saber que o artigo te ajudou. Decidiu ficar com o blender mesmo? Ou repensou após a leitura deste artigo?

  • Rodrigo Araujo Schenberg

    Por não saber programar ainda, vou ver o que posso criar com a Construct2, quem sabe consigo fazer algo bom xD

  • Yagami Kazuma

    eu mecho muito com tibia Gostaria de saber se existe alguns topicos feito ja com base de jogos para reutilizar para recria o game Como base de um project ? pois nao entendo nada de outras plataforma eu mecho em tibia por estinto

  • Icaro Kirigaya Yuuki

    Bom, estou pensado em começar com o Construct 2, pois parece que é a melhor opção para iniciantes. Eu já usei o RPG Maker em algumas versões anteriores dele, então vou baixar a versão recente dele tbm para ver as mudanças. O artigo é muito bom, ajuda muito!

  • Johs

    construct 2 parace ser bem promissor pra um iniciante.

  • black death gamer

    Eu utilizo o Blender e o 3d Game Builder mas o que eu mais uso não é uma engine mais sim uma interface de C e C++ junto com o JDK OpenGL, o Programa que mais uso é o Code Blocks.

  • Renaísa Paes

    Bom dia, gostaria de saber como escolher um bom computador para fazer jogos?

    PS: Você poderia fazer um pôster sobre isto.

    Obrigado.

  • Herton Dutra Andrade

    Bom dia Raphael!
    Gostei muito do artigo. Já baixei todos os e-books disponíveis na Produção de jogos e assim que conseguir vou estudando e também assistindo as palestras contidas lá.
    Baixei o Constructor2 e vou utilizar seu e-book sobre ele para tentar começar com engine 2D.
    Obrigado pelas dicas e a tutoria nesta fase.

  • Terce Gomes

    Na dúvida entre Ureal Engine (grátis) e RPG Maker.
    Como a ideia dos meus jogos misturam competição (esporte, arte, cultura e lazer) com dinâmica explosiva, eu meio que escolho também o RPG Maker. Preciso da sua opinião.

  • Walisson Vilela

    Como Aida sou iniciante e não tenho recursos e sim Boas idéias de jogos, escolheria o construct 2, pois os jogos que tenho em mente são de plataforma 2d, e para utilizar o rpg maker seria uma oásis tbm pra criar um rpg.

  • Luiis Eddie

    Eu estou usando o construct 2 é um programa bom e fácil de usar e com alguns videos no youtube ner estou conseguindo criar um joguinho por mais simples que seja kkk

  • Douglas Gamer

    a Game maker: Studio e uma otima engine para criar jogos 2d e pixelados (que e meu estilo de jogo), com alguns tutoriais da pra criar um otimo game

  • Edson Santos

    Excelente artigo.
    Obrigado.

  • Lucas Akira

    Muito legal .
    Escolheria a unreal engine pois já tive contato antes